O País – A verdade como notícia

Songo despista Covid-19

É o primeiro passo para a retoma, nos próximos dias, aos treinos com o horizonte na Taça das Confederações, também conhecida por Taça Nelson Mandela, cujos jogos da pré-eliminatória foram marcados para o período entre 20 e 22 de Novembro.

Jogadores, equipa técnica e o “staff” da União Desportiva do Songo foram submetidos, esta segunda-feira, aos testes de despiste da Covid-19.

Segue-se o recomendado processo de isolamento, no caso específico de dez dias e, depois de conhecidos resultados, os “hidroelétricos” regressam aos treinos.

Numa primeira fase, na vila do Songo, estarão os atletas nacionais, nomeadamente Guirrugo, Leonel, Valério, Daúdo, Lau King, Belito, Dário, Bhéu, Tony, Amadou, Gildo, Telinho, Agenor, Sidique, Mucuapel, Infren, Laque, Cremildo e Amorim.

O clube aguarda, neste momento, pela autorização do Ministério do Interior para que os atletas estrangeiros que fazem parte da estrutura sejam autorizados a entrar no país. Trata-se de Jhon e Frank Banda e Kuwali (malawianos) e Thomas Nyerenda (zambiano).

O objectivo, nas Afrotaças, passa por chegar a fase de grupos da Taça Nelson Mandela, segundo deu a conhecer ao “O País” Cláudio Tonetti, director desportivo da União Desportiva do Songo. a UD Songo projecta, de resto, uma campanha irrepreensível na prova.

“O objectivo é sempre chegar a um lugar onde a UD Songo nunca chegou. Almejamos sempre subir. É com este pensamento que vamos fazer a nossa trajectória. Sempre com esta perspectiva de chegarmos o mais longe possível. Vamos trabalhar arduamente atingirmos os nossos objectivos que é chegar a fase de grupos. Vamos sonhar sempre alto. Este vai ser o nosso lema”, frisou.

Mas antes, os vencedores da Taça de Moçambique tem que preencher todos os requisitos para o licenciamento. O da Taça de Moçambique devem cumprir os critérios e requisitos estabelecidos no Regulamento de Licenciamento que são a nível financeiro, infra-estrutura, desportivo, legal, administrativo e pessoal.

“A União Desportiva do Songo tem todos os documentos reunidos. Já havíamos submetido o processo e este voltou para nós. Faltavam apenas alguns detalhes, mas estamos muito perto de concluir. Posso garantir a massa associativa da UD Songo que estamos no caminho certo porque trabalhamos de forma árdua neste quesito de reunir todos os requisitos para o nosso licenciamento. Se tudo correr bem, vamos ter o processo concluído esta ou próxima semana. Já dia tudo depende da Federação Moçambicana de Futebol”, assegurou Tonetti.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos