O País – A verdade como notícia

Sofala celebra 43 anos da independência com apelos à paz e independência económica

Em Sofala, a passagem dos 43 anos de independência nacional foi marcado com apelos à unidade nacional e à promoção da cultura de trabalho com vista a se alcançar uma paz efectiva e a independência económica.

Os antigos combatentes residentes na província de Sofala mostraram-se, durante a celebração dos 43 anos de independência nacional, felizes pelo feito alcançado há mais de quatro décadas mas preocupados com a actual situação política e económica do país.

Rosária Ncauva, antiga combatente que participou directamente nas cerimónias da proclamação da independência nacional no Estádio da Machava, partilhou as emoções daquele dia. “Foi um momento bom, marcante para todos moçambicanos”.

Sebastião Tivane é igualmente antigo combatente que esteve no Estádio da Machava no dia da independência nacional. Ele fez parte do grupo de militares indicados para içar a bandeira nacional.

Os antigos combatentes da província de Sofala exortaram aos jovens a serem promotores da unidade nacional para a construção de uma paz efectiva e a não se deixarem instrumentalizar.

A cerimónia oficial deste 25 de Junho em Sofala foi orientada pela governadora, Helena Taipo, que, no seu discurso, exortou a unidade nacional e cultura de trabalho.

 

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos