O País – A verdade como notícia

Sociedade Civil defende uso das TIC’s pelos observadores eleitorais

Organizações da Sociedade Civil reuniram-se, esta segunda-feira em Nampula, para coordenar estratégias de observação para os próximos pleitos eleitorais em Nampula.

Na ocasião, representantes de várias organizações, que fazem parte da “Sala da Paz”, que vai monitorar os processos eleitorais,  defenderam que os observadores das eleições usem Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC) para garantir acesso à informação a todos cidadãos.

Para Hermenegildo Mulhovo, representante da Sala da Paz, a utilização de Tecnologias de Informação e Comunicação no processo de observação eleitoral será qualitativo.

A plataforma de observação eleitoral vai contar com mil e quinhentos observadores que vão usar  Tecnologias de Informação e Comunicação para permitir a obtenção de dados em tempo útil.

Com o uso das TIC’s, espera-se que as  informações ligadas aos processos eleitorais possam ser fornecidas três vezes ao dia através de diferentes plataformas.

“Vamos fazer a utilização de smartphone para captação e divulgação de informação, a tempo e horas, e esperamos ter informação três vezes por dia e ter acesso às cópias de todos editais da contagem paralela de duas em duas horas, para podermos publicar num site”, explicou

A Sala da Paz é uma plataforma de observação eleitoral  composta por organizações da sociedade civil, líderes religiosos e  particulares.

 

 

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos