O País – A verdade como notícia

Sismo no México provoca mais de 200 mortos

Mais de 200 pessoas, incluindo pelo menos 21 crianças, morreram na sequência de um sismo de magnitude 7.1, que ontem, abalou o centro do México, 32 anos depois de outro terramoto ter causado milhares de vítimas. Num primeiro momento esta manhã, dava-se conta de mais de 220 mortos, balanço que chegou a ser precisado em 248. O número viria a ser revisto em baixa para 217, avançou o Notícias ao Minuto.

O epicentro do sismo, que ocorreu, ontem, foi registado na fronteira do Estado de Puebla e Morelos (centro), a 51 quilómetros de profundidade, segundo o centro geológico norte-americano USGS.

O sismo foi registado depois de na semana passada (7 de setembro), um terramoto de magnitude 8.2, o mais forte desde 1932, ter causado 98 mortos no sul do país: 78 em Oaxaca, 16 em Chiapas e quatro em Tabasco.

O abalo, que causou numerosas cenas de pânico, coincidiu com o 32.º aniversário do forte sismo que provocou milhares de mortos em 1985 e foi registado apenas duas horas depois de um simulacro de um terramoto em todo o país.

Vídeos divulgados nas redes sociais mostram a violência do terramoto, a queda de edifícios e mesmo uma forte explosão num imóvel.

O sismo, de 7.1 na escala de Richter, fez colapsar dezenas de edifícios na cidade, provocando fugas de gás nas ruas e um forte odor a gás que afetou os cidadãos que se apressaram a ajudar as equipas de resgate, com cordas, roupas e água.

As autoridades cortaram as ruas e helicópteros ajudavam a coordenar o trabalho das autoridades mexicanas que se encaminhavam para os locais destruídos pelo sismo.

Dada a dimensão da catástrofe, o governo mexicano ordenou aos hospitais públicos e privados para receberem os feridos e serviços de transporte públicos grátis.

O sismo causou numerosos cortes no serviço eléctrico, afectando 3,8 milhões de pessoas, e fugas de gás, interrompendo também o serviço de telecomunicações.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos