O País – A verdade como notícia

“SERNIC deve parar com discursos e esclarecer crimes”, adverte Massingue

A ministra do Interior, Arsénia Massingue, disse que o Serviço Nacional de Investigação Criminal (SERNIC) deve parar com discursos e esclarecer os crimes.

Na tomada de posse de novos dirigentes da instituição, Massingue exigiu celeridade no combate ao crime organizado, com destaque para os raptos e crimes cibernéticos.

O SERNIC, que, várias vezes, prometeu esclarecer os crimes de raptos e sequestros, mas com poucos resultados, mereceu uma chamada de atenção, esta quarta-feira, da ministra do Interior. Arsénia Massingue quer resultados.

“Os cidadãos, as vítimas do crime, não querem ouvir palavras como, estamos a trabalhar, estamos a investigar, aguarda vamos chamar. Parem com essas práticas”, apelou a ministra do Interior.

Para Massingue, os agentes do SERNIC devem preocupar-se em esclarecer os crimes de forma urgente e rápida.

“As vítimas dos crimes esperam de vós que digam quem são os autores dos crimes para que lhes possa ser feita a almejada justiça”, acrescentou a governante.

A mulher à frente do Ministério do Interior sabe que há desafios e que são necessários meios modernos de investigação. Entretanto, adverte que tal não deve ser invocado como motivo para deixar o crime organizado alastrar-se.

“Os recursos nem sempre serão suficientes, apostem no seu uso racional, procurem maximizar resultados, com os escassos recursos à vossa disposição”, concluiu a ministra.

A exigência foi feita no quadro da tomada de posse de novos directores e inspectores do SERNIC, a nível nacional. Na mesma ocasião, tomou posse um novo assessor do Ministério do Interior.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos