O País – A verdade como notícia

Senegal, Zimbabwe e Namíbia no caminho de Moçambique na COSAFA

A Selecção nacional de futebol integra o Grupo C do Torneio da COSAFA a realizar-se entre 7 e 18 de Julho do ano em curso, na África do Sul. Para além de Moçambique, fazem parte do Grupo C as Selecções do Senegal (na qualidade de convidada), a Namíbia e o Zimbabwe, segundo o sorteio realizado, na manhã desta quinta-feira, na África do Sul.

Relativamente aos outros grupos, o sorteio ditou que a África do Sul, o Lesotho, Eswatine e Botswana, estão no Grupo A, já a Zâmbia, o Malawi, Madagáscar, e Comores, calharam no Grupo B.

O Torneio da COSAFA será o primeiro grande teste de Horácio Gonçalves, depois de ter conquistado o Torneio Triangular, no Estádio Nacional do Zimpeto, entre 2 e 8 do mês em curso.

O técnico português terá ficado satisfeito no final da competição, não tanto por os Mambas terem ganhado o Torneio, mas pelo desempenho dos jogadores.

Na mesma ocasião, o técnico português de 58 anos, depositou muita fé em melhores exibições e em próximas conquistas, tendo colocado a fasquia “muito alta” em relação à COSAFA.

Enquanto decorria o Torneio Triangular, a Federação Moçambicana de Futebol (FMF) garantiu que teria toda a logística necessária de modo a que os “Mambas” tenham uma boa preparação para atacar a Taça COSAFA. O órgão disse que o técnico é soberano e deram um “ok” para convocar os jogadores que achasse conveniente, sendo que caberia à FMF criar condições para atacar a prova que Moçambique nunca conquistou em seniores.

18 Participações, a única prestação vistosa de Moçambique foi o terceiro lugar alcançado em 2008 e 2015.

Moçambique no “grupo de morte”

A Selecção nacional, os “Mambas” encontra-se num grupo, diga-se, mais difícil da 20ª edição da prova regional, de acordo com o sorteio realizado, esta quinta-feira.

Senegal, convidado a participar da prova, é, sem dúvida, o adversário mais complicado, e os números não mentem: é a selecção africana melhor posicionada no ranking da FIFA, ocupa a 22ª posição, com 1542,45.

Mais, na lista restrita de vencedores da COSAFA, na qual Moçambique não faz parte, está outro adversário dos “Mambas”, da fase de grupos: Zimbabwe.

O Zimbabwe, o actual senhor da região, ainda que de forma intercalada, ao carregar para os seus anais seis títulos.

Para fechar a lista dos adversários, aparece a Namíbia que, por uma vez, foi ao trono ao vencer, curiosamente, Moçambique na final por 2-0, na era de João Chissano, em 2015.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos