O País – A verdade como notícia

Sector de Educação vai punir professores que facilitarem fraude académica em Gondola

O sector de Educação no distrito de Gondola decretou tolerância zero a fraudes académicos durante os exames finais que se avizinham. O aviso foi dado esta quinta-feira durante um encontro que juntou Directores de todas escolas baseadas naquele ponto de Manica.

É já no dia 12 de Novembro que arrancam a escala nacional os exames finais. O sector de Educação em Gondola, juntou na mesma sala gestores escolares para dar a conhecer as inovações introduzidas este ano para garantir que o processo decorra num ambiente de transparência.

“Teremos neste ano a troca de júris, ou seja, os exames serão feitos numa escola e corrigidos em outra, falo dos exames da 7ª e 10ª classes. Os exames da 12ª terão correção electrónica”, informou Arlindo Ngozo.

Além destas medidas visando garantir a transparência nos exames, em Gondola serão tomadas medidas severas a quem tentar envolver-se ou facilitar fraude.

Ao nível de Gondola serão submetidos aos exames finais cerca de 19 mil alunos constituídos em 668 júris, os quais serão assistidos por 1128 professores.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos