O País – A verdade como notícia

Sandura Ambrósio nega ter mandado recrutar jovens para sua empresa

Retomou há pouco tempo no Tribunal Judicial do Distrito do Dondo, o julgamento de seis co-réus, acusados de conspiração contra a segurança do Estado. Está a ser ouvido neste momento Sandura Ambrósio, um dos seis co-réus. Ele negou que tenha entrado em contacto com António Bauase, o suposto recrutador, para mobilizar jovens a fim de trabalharem na sua empresa de segurança, denominada Mambas.

Refira-se que durante a sua audição na passada quarta-feira, António Bause afirmou várias vezes  que recrutara os outros três co-réus a pedido do empresário e que antes de partir de Marromeu para Beira teria falado o empresário a fim de pedir dinheiro para custear as passagens.

Sandura confirmou que falou com Bauase nos primeiros dias de Janeiro, quando este o telefonara a solicitar apoio financeiro para alegadamente transportar os seus bens para Beira e negou que tenha alguma vez fornecido dois números de telefones a António Bause para este entrar em contactos com os proprietários dos mesmo, caso não conseguisse entrar em contacto com ele.

Sandura Ambrósio negou igualmente  que tenha falado alguma vez com António Bause no recinto da Cadeia Central da Beira com o intuito de lhe pedir para depor a seu favor no tribunal, tal como afirmara Bauase durante a sua audição.

Sandura afirmou ainda que Bauase pediu-lhe para assumir que mandara recrutar jovens em Marromeu para a sua empresa de segurança, alegando que era uma orientação dos seus advogados, pedido recusado pelo empresário, segundo suas palavras.

 

 

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos