O País – A verdade como notícia

Rússia fora do Conselho de Direitos Humanos da ONU

A Rússia foi, ontem, suspensa do Conselho dos Direitos Humanos da Organização das Nações Unidas (ONU), após a medida ter sido aprovada por 93 países. Na Assembleia Geral das Nações Unidas, 24 países votaram contra e 58 abstiveram-se, um dos quais Moçambique.

As sanções à Rússia saem de todos os lados. O país está a ser duramente isolado política e economicamente e agora fora de um órgão humanitário das Nações Unidas.

Praticamente todo o continente europeu, excepto a Bielorrússia, votou a favor da suspensão da federação russa, posição também tomada por países como os Estados Unidos, Canadá, Japão, Coreia do Sul, Austrália, Argentina e Israel.

A China e a própria Rússia estão entre os países que votaram contra a medida, tais como, Cazaquistão, Coreia do Norte, Cuba, Irão, Laos, Síria e Zimbabwe.

Dos países que se abstiveram, destaque vai para a Índia, Egipto, México, Qatar, África do Sul e dos Emirados Árabes Unidos.

Nos países falantes da língua portuguesa, em particular, apenas Timor-Leste se juntou a Portugal e votou a favor da resolução. Os restantes países abstiveram-se, nomeadamente, Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique e São Tomé e Príncipe.

A ofensiva russa na Ucrânia e a recente matança na cidade ucraniana, Bucha, são as causas da suspensão do antigo país soviético do Conselho dos Direitos Humanos.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos