O País – A verdade como notícia

Ruptura de conduta de água: Ainda não foi reposta a casa parcialmente destruída

Foto: O País

Estão atrasadas as obras de reconstrução da residência parcialmente destruída pela força das águas, na sequência da ruptura da conduta de transporte de água na Matola A, zona vulgarmente chamada de “Língamo”, ocorrido a 26 de Setembro último.

Depois de a 26 de Setembro último uma conduta de água ter rompido e deixando mais de cinco mil famílias sem água, e enormes prejuízos ao Fundo de Investimento e Património do Abastecimento de Água (FIPAG), ficou prometida a reposição de tudo que foi destruído pela força das águas, conforme o discurso do Director Geral do FIPAG, Victor Tauacale.

“Vamos ressarcir os danos, porque foi um evento natural, mas eles não têm culpa pelo sucedido, nem podem sair prejudicados, por isso nós iremos repor. Neste momento, estamos a fazer o levantamento dos danos”, referiu Tauacale

Embora de forma parcial, no local está a ser cumprida a promessa. O muro de vedação, que tinha boa parte destruída, já está reposto mais que a metade. As paredes da sala já foram levantadas até a “viga geral”, para o alívio da família da senhora Angélica Banze, que pelo tardio início, já tinha perdido a esperança de ver os seus bens repostos.

“Eles trouxeram todo o material para a reconstrução, os blocos, cimento e outros que estão guardados lá dentro. Mas ontem e hoje eles não apareceram para dar continuidade ao trabalho”, referiu-se a fonte.

No entanto, apesar do alívio, dona Angelina queixa-se da demora das obras, pois os dias têm sido difíceis, desde o sucedido e mais do que isso chora pela incerteza da reposição dos outros bens afectados pela água, a destacar congelador, aparelho de som e televisor.

“Alguns bens já nem funcionam. Eles estiveram cá para fazer o levantamento dos bens danificados. Congelador, Televisor e outros bens foram registados”, disse a dona de casa com uma voz tristonha”, concluiu.

Uma fonte próxima do processo revelou ao País” que as obras, que estão a mais de 50%, deviam ter sido entregues na última sexta-feira.

Questionado sobre a entrega das obras, o Fundo de Investimento e Património do Abastecimento de Água prometeu pronunciar-se em breve.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos