O País – A verdade como notícia

Rompimento de conduta, em Maputo, deixa 500 famílias sem água

Foto: O País

Uma conduta de distribuição de água rompeu, na manhã deste domingo, em Maputo, abrindo uma enorme cratera, onde ficou soterrada uma viatura ligeira. A empresa Águas da Região de Maputo esteve no terreno para averiguar e resolver a situação.

O facto ocorreu no cruzamento entre as avenidas Vladimir Lenine e Mao Tse-Tung, em Maputo, por volta das 6 horas, segundo testemunhas. A conduta de distribuição que rompeu provocou uma enorme cratera, destruindo uma parte do asfalto da avenida Vladimir Lenine.

No terreno, a equipa da empresa responsável pela distribuição de água na Cidade de Maputo tratou de imediatamente interromper a distribuição de água, como forma de perceber o que estava por trás daquele rompimento.

“Recebemos uma informação que dava conta da ruptura de uma conduta de água, por volta das sete horas de hoje. Deslocamo-nos ao terreno e, feitas as investigações, constatamos que é uma conduta de diâmetro de 8 cm de fibra-cimento que rompeu. Neste momento, está a decorrer o processo de substituição de um troço de cerca de 8 metros de tubagem e a reposição dos solos, para posteriormente procedermos à asfaltagem”, explicou João Francisco, director de Distribuição na Águas da Região de Maputo.

O responsável disse que, ainda hoje, todos os clientes prejudicados voltariam a ter acesso ao precioso líquido, no entanto a empresa somou prejuízos incalculáveis.

“São situações que acontecem. A tubagem tem tido estas rupturas, mas os prejuízos são enormes, desde a própria logística necessária, os materiais para reposição, a água que se perde, a resselagem e reposição do pavimento”, disse.

Quanto à viatura que soterrou no local, as autoridades não avançam dados, por terem chegado depois da sua retirada, no entanto a nossa equipa sabe que o ocupante da viatura saiu ileso.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos