O País – A verdade como notícia

Ribáuè destaca-se na produção de hortícolas em Nampula

O distrito de Ribáuè, na província de Nampula, espera produzir 90 mil toneladas de hortícolas na presente época agrícola. Naquele ponto do país encontramos um agricultor que há 35 anos produz hortícolas e é um caso de sucesso.

São oito hectares de tomate que começa a amadurecer na machamba de Virgílio Mahulana, numa das zonas bastante ricas e propícias para a produção de hortícolas no distrito de Ribáuè, província de Nampula.

Há 35 anos que Mahulana vive de agricultura. Se tudo der certo, só nos oito hectares plantados o rendimento poderá chegar a um milhão e oitocentos mil meticais. A sua história é de evolução e sucesso.

“Consegui fazer 70 toneladas de tomate, mas consegui cerca de um milhão e setecentos mil meticais, dai que consegui comprar o meu carro” de caixa aberta. “Continuei a trabalhar e no segundo ano consegui comprar uma minibus”, anotou o agricultor ao falar do historial do seu início de carreira como agricultor.

Num outro campo, localizado noutro ponto do distrito de Ribáuè, o foco do nosso personagem é a produção de repolho. Neste momento tem uma variedade melhorada de um ciclo de crescimento de 4 meses, que se destaca pelo tamanho.

O sistema de irrigação é por gravidade, pois a água desce das montanhas e apenas é direccionada aos canteiros. “Quando o Presidente da República veio para o lançamento do Sustenta ele disse que tinha que levar o meu filho para o instituto para ser o meu técnico na machamba e levei o meu filho para o Instituto Agrário do distrito de Ribáuè, assim ele conseguiu lavrar a minha machamba com o tractor que fui atribuído pelo Sustenta numa área de sete hectares”.

O caso de Virgílio Mahulana é apenas um dos exemplos das potencialidades agrícolas que Ribáuè apresenta. “Estamos a alimentar o mercado grossista de Nampula que é o famoso Waresta. Nós temos a previsão de produzir 90 mil toneladas na campanha em curso, só de horticultura. O nosso grande desafio é continuar a produzir variedades em que numa área relativamente pequena possam ter um rendimento mais alto”, disse Emánuel Impissa, administrador do distrito de Ribáuè.

A assistência técnica por parte de extensionistas da Agricultura, assim como o investimento em tractores e alfaias agrícolas vai impulsionar ainda mais a produção agrícola no país.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos