O País – A verdade como notícia

Revisão da tarifa de água potável condicionada

O Ministro das Obras Públicas, Habitação e Recursos Hídricos, João Machatine, disse, hoje, que a revisão da tarifa de água, cuja fórmula de cálculo foi aprovada pelo Conselho de Ministros, na terça-feira, vão depender da conjuntura económica do país.

“O Governo aprovou, na terça-feira, uma fórmula que permite indexar, automaticamente, as tarifas de água face às conjunturas económicas do momento”, disse João Machatine.

Ademais, Machatine disse que “não é nada diferente do que temos vindo a fazer, no aumento das tarifas de água. Segundo o governante, “ desta vez vai ser com base numa fórmula que irá dar mais autonomia às autoridades reguladoras de água para que, em função dos indicadores macroeconómicos, possam, portanto, mexer nas tarifas”, frisou o ministro assegurando que ainda não houve nenhuma mexida.

Sobre a deficiente capacidade de distribuição de água pelo país, João Machatine disse que já há capacidade para fornecimento do líquido sem restrições, mas as limitações vão manter-se para evitar esbanjamento.

“A estação de Tratamento de Água de Sábiè permite ter água 24 horas por dia. Mas, como dizíamos, nós pretendemos que a prática, que foi adquirida ao longo destes cinco anos de racionalização da água, prevaleça. Para tal, é importante que restrinjamos o fornecimento”.

Machatine vai mais longe ao afirmar que, “quando um produto abunda, há muita tendência em esbanjar. Então, nós vamos restringir para que as pessoas continuem a racionalizar a água, não porque não haja capacidade de fornecimento”, destacou o ministro.

O dirigente falava esta quarta-feira à imprensa, no âmbito da inauguração da Estação de Tratamento de Água de Sábiè, na província de Maputo.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos