O País – A verdade como notícia

Retomam obras de construção do muro do aterro de Matlemele

Se a alegria de estar no baloiço percorre a alma destas crianças, não se pode dizer o mesmo dos seus pais que a esta altura encontram-se numa aflição depois que a autarquia da Matola decidiu retirar as casas que estão no perímetro do muro de vedação do futuro aterro sanitário de Matlemele, para dar lugar a continuidade das obras, e atribuir novos terrenos em Gonlhosa para 26 famílias já identificadas.

A retoma acontece depois de sucessivas paralisações motivadas por manifestações de populares que reivindicavam indeminizações.

No terreno ouve-se o roncar da máquina que mistura o cimento, a areia, a pedra e a água para dar a estrutura de betão que promete mudar a vida de muitas famílias.

Um pouco por todo lado vê-se a destruição de várias estruturas incluindo casas pertencentes a comunidade.

A comunidade denuncia intimidações protagonizadas pela polícia. Para as autoridades municipais a construção do aterro sanitário de Matlheme deve prosseguir longe de qualquer tipo de aproveitamentos.

As designações nas paredes são o anúncio da demolição. Neste momento decorre a contagem de famílias que estão dentro da área do aterro para também serem reassentadas.

 

 

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos