O País – A verdade como notícia

Ressano Garcia e Goba: fronteiras abertas 24 horas a partir de hoje

As fronteiras de Ressano Garcia e de Goba vão passar a funcionar durante 24 horas, por dia, a partir desta quarta-feira. Segundo o SENAMI, esta medida visa garantir maior flexibilidade na travessia de pessoas e bens durante a quadra festiva, noticiou Rádio Moçambique.

A África do Sul acolhe a maior comunidade emigrante moçambicana, estimando-se que, só nas minas, trabalhem cerca de 30 mil pessoas, que habitualmente vêm passar as festas do Natal e do fim de ano nas suas zonas de origem.

Para além destes, estima-se que perto de 19 mil moçambicanos estejam a trabalhar em plantações e outros fazendo comércio informal ou outros negócios por conta própria.

Só a fronteira de Ressano Garcia registou durante a quadra festiva do ano passado mais de 333 mil travessias, um número, porém, inferior quando ao registado nos anos anteriores. As crises económica e financeira que o país atravessa podem ter sido uma das causas. São números que poderão ser ultrapassados em 2017 com o relativo abrandamento da crise e a estabilidade cambial.

No total, segundo o SENAMI, terão entrado e saído por todas as fronteiras do país, em 2016, cerca de 500 mil pessoas, entre nacionais e estrangeiras, sendo a fronteira de Ressano Garcia a que registou maior movimento. A fronteira com África do Sul menos utilizada foi a da Ponta do Ouro com apenas 2 791 entradas e saídas na quadra festiva do ano passado. Esta situação que pode também vir a mudar nos próximos tempos com a construção da estrada de KaTembe, integrada no projecto da ponte Maputo KaTembe.

Mas durante este período, há também um aumento de entrada de turistas sul-africanos no país, que preferem passar a quadra festiva nas estâncias turísticas nacionais. A previsão é que este ano o número de turistas venha a aumentar devido ao clima de paz que se vive no país, fruto da trégua declarada entre o Governo e a Renamo.

Esta quarta-feira vai ser lançada no distrito de Boane a operação KHURULA que irá integrar as forças da polícia da Guarda Fronteira, das Alfandegas e da Migração, com o objectivo de tornar mais fáceis e seguras as operações fronteiriças.

A previsão é que o pico de entradas na fronteira de Ressano Garcia seja atingido entre os dias 23 e 24 de Dezembro, enquanto que o de saídas seja nos dias 2 e 3 de Janeiro.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos