O País – A verdade como notícia

Reserva Especial de Maputo recebe 57 animais

A Reserva Especial de Maputo (REM), no distrito de Matutuíne, conta desde esta segunda-feira com mais 50 impalas e sete cudos. Trata-se do primeiro lote dos cerca de 1 400 animais a serem introduzidos, este ano, naquele espaço de conservação.

A medida enquadra-se no programa de repovoamento daquele espaço de conservação da fauna bravia, tendo em vista a diversificação da população animal rumo à dinamização da actividade turística na reserva.

Ao longo deste ano, as autoridades do parque esperam receber um total de 1 412 animais de diferentes espécies, com destaque para girafas, zebras, cudos, impalas, entre outras espécies a serem translocadas da África do Sul e Suazilândia.

Do total dos animais a serem alocados ao parque, 1 162 serão adquiridos na vizinha Suazilândia, uma operação que irá custar cerca de dois milhões de rands.

Falando na noite desta segunda-feira, em Matutuíne, momentos após testemunhar a recepção dos 57 animais, Roberto Cumbane, representante da REM, disse que, relativamente às espécies provenientes da África do Sul (cerca de 250 animais), não haverá custos de aquisição.

“O custo de animais não é nada baixo, lamentavelmente, os nossos irmãos vão subtraindo as espécies”, referiu Cumbane, citado, ontem, pelo “mediafax”. “Só para terem uma ideia, uma zebra custa 3 500 rands; um cocone custa 1 800 rands; uma impala, 650 rands; uma girafa, 9 000 rands; um cudo, 2 200 rands”, explicou.

Com uma área estimada em 1 040 Km2, a Reserva Especial de Maputo conserva diferentes espécies da fauna bravia, dentre as quais o elefante, um dos maiores atractivos daquele espaço de conservação, boi cavalo, cudos, girafas, inhalas, crocodilos, hipopótamos, diferentes espécies de aves, entre outras.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos