O País – A verdade como notícia

Republicanos criticam discursos de Trump sobre fraude nas eleições

O Presidente e candidato a reeleição Donald Trump insiste em associar os rivais democratas e o sistema eleitoral dos Estados Unidos a fraudes. A posição de Trump não foi aceite por alguns líderes do seu partido (Partido Republicano) , que manifestaram na madrugada desta sexta-feira insatisfação e criticaram publicamente as alegações sobre corrupção sem provas do seu representante, escreve a BBC News.

Chris Christie, ex-governador de Nova Jersey, falou durante uma entrevista para o canal Americano ABC que “não ouvimos nada hoje sobre qualquer evidência [de fraude no processo eleitoral]”. “Esse tipo de coisa só faz inflamar a população sem informar e não podemos permitir isso. Se você vai usar a casa branca, é seu direito fazer isso, mas se você estiver errado o povo americano poderá fazer o julgamento”, disse. Christie, segundo a CNN Brasil, é muito próximo de Donald Trump e preparou o presidente para os debates contra Joe Biden neste ano.

Outro republicano que criticou Trump foi o governador de Maryland, Larry Hogan, que disse via Twitter: “Não há defesa para os comentários do presidente, que está minando o processo democrático. A América está contando os votos e devemos respeitar os resultados como sempre fizemos antes.”

O senador Utah Mitt Romney, citado pela CNN Brasil, também foi para o Twitter reclamar dos discursos de Trump.

“Contar todos os votos está no cerne de nossa democracia. O processo é muitas vezes longo e para aqueles que estão na disputa, frustrante. Os votos serão contados. Se há alguma irregularidade, isso será investigado e decidido de maneira final da corte. Tenha fé em nossa democracia, em nossa constituição e no povo americano.”

Quem saiu em apoio a Trump foi o senador recém reeleito Lindsey Graham, da Carolina do Sul. Ele disse que irá doar US$ 500 mil para o fundo de defesa legal de Trump, e disse que há “evidências abaladoras para apoiar as informações de Trump de que o processo eleitoral está sendo fraudado”.

 

Estados Unidos continuam à espera dos resultados

Os Estados Unidos acordaram para mais um dia de espera, incerteza e de contagem de votos, da batalha renhida pela Casa Branca entre Donald Trump e Joe Biden.

De acordo com os dados já divulgados pela imprensa internacional, o candidato democrata Joe Biden está com um ligeiro avanço em relação ao seu adversário, o Presidente Donald Trump. Apesar de tudo permanecer em aberto e de as contagens ainda continuarem em certos Estados, Trump reclama a vitória, escreve a Rádio França Internacional (RFI).

De acordo com dados oficiais, citados pela RFI, Joe Biden tinha conseguido alcançar grandes eleitores, em relação ao seu adversário republicano, Donald Trump . Sem surpresas, Donald Trump alcançou a vitória na Florida e no Texas. Já Biden ganhou na Califórnia bem como no Estado de Nova Iorque.

Segundo o sistema eleitoral americano, para sair vitorioso, é preciso um candidato alcançar pelo menos 270 grandes eleitores sobre um colégio que contabiliza 538 membros. Na maioria dos Estados, quem alcança a maioria dos votos, ganha a totalidade dos seus grandes eleitores.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos