O País – A verdade como notícia

Renamo quer encerrar assuntos militares este ano

A Renamo, através do seu Secretário-Geral, Manuel Bissopo, quer ver as questões militares que tem estado a negociar com o governo, que deverão culminar com desmobilização, desmilitarização e reintegração dos seus guerrilheiros nas forças de defesa e segurança, e outras reintegradas na sociedade, encerrado até Dezembro, de acordo com os termos de referência, previamente acordados com o governo.

"O processo está a decorrer, mas importa aqui referir que ele não obedece a um formato linear. Os "dossiers" militares são sempre complexos, porque há questões que devem ser analisadas com muito cuidado e, por se tratarem de questões militares, em algum momento o governo "puxa" o processo para o seu lado".

A Renamo, continuou Bissopo, tem a responsabilidade de contribuir para que aquilo que foi deixado como termo de referência, acordado entre o presidente Dhlakama e o Presidente da República, não seja violado.

"Acreditamos que teremos um desfecho muito feliz e o maior desejo da Renamo é que este processo tenha desfecho ainda este ano. Não estou directamente envolvido neste processo, mas como político tenho fé que tudo terá um final feliz, sobretudo sem prejudicar os termos de referência" – terminou Bissopo.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos