O País – A verdade como notícia

Renamo poderá ter novo presidente até Março de 2019

A Renamo está sendo dirigida interinamente, pelo General Ossufo Momade, desde princípios de Maio deste ano, na sequência da morte, por doença, do seu líder, Afonso Dhlakama. Ossufo Momade foi indicado pela Comissão Política da "perdiz", para assumir o comando do mesmo.

Passados seis meses após a morte de Dhlakama, a Renamo diz que pretende ter, antes de Maio do próximo ano, uma direção de acordo com os estatutos deste partido, que deverão ser eleitos num congresso.

Ossufo Momade, Manuel Bissopo, actual Secretário-Geral  da Renamo  e  Elias Dhlakama, irmão de Afonso Dhlakama, têm sido apontados, nalguns círculos internos da Renamo e nas redes sociais, como os potenciais candidatos.

Confrontado com estas informações, Bissopo começou por lembrar, que Afonso Dhlakama sempre defendeu que o futuro presidente da Renamo, deveria sair das massas, ou seja, deveria ser eleito pelos membros. "De modo que qualquer membro deste partido pode concorrer a presidência do mesmo e a vontade dos membros é que ditará quem será o presidente".

Entretanto Manuel Bissopo, não confirmou e nem desmentiu se irá se candidatar ou não a presidência da Renamo.  

"Para liderar a Renamo não basta apenas a vontade do Bissopo, ou seja a vontade individual não se sobrepõe a vontade da maioria, por isso, todos os membros da Renamo são soldados prontos para cumprirem uma missão dependendo da vontade da maioria".

Elias Dhlakama também não confirmou e nem desmentiu a intenção de concorrer ao cargo da presidência da Renamo.

"Os membros da Renamo  podem optar por aquele que quiserem para ser o presidente de entre os vários membros que apresentarem as suas candidaturas.

Ivone Soares, chefe da bancada da Renamo na Assembleia da República e António Muchanga, deputado da Renamo, indicaram que o partido deve urgentemente legitimar a liderança do partido, alegando que o tempo que resta e restará entre a eleição do presidente do partido e de outros órgãos internos é muito curto, olhando para o calendário eleitoral, atinente às eleições gerais e provinciais de 2019.

Em jeito de resposta,  Secretário-geral da Renamo garantiu que até Janeiro o seu partido já terá definido o local e as datas onde será realizado o congresso, que deverá eleger o novo presidente deste partido e dos outros órgãos de direcção.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos