O País – A verdade como notícia

Renamo considera pronunciamentos da presidente do INE “uma declaração de guerra”

A Renamo convocou hoje a imprensa em Quelimane para reagir às declarações da nova presidente do Instituto Nacional de Estatística. Falando em nome do presidente do partido, Venâncio Mondlane disse que as palavras de Eliza Magaua são uma espécie de declaração de guerra quando diz que o desfecho do processo de esclarecimento dos dados de recenseamento em Gaza só será em Dezembro.

"Ontem recebemos esta notícias bombástica de que o esclarecimento dos dados do recenseamento só será feito em Dezembro deste ano. Portanto, aqui nós temos uma situação que é importante salientar: primeiro é que os processos eleitorais, sob o ponto de vista legal têm privilégio em relação a todos os processos normais. Significa que a PGR que recebeu a queixa-crime há mais de um mês já devia no mínimo ter notificado a Renamo para dizer em que ponto é que se encontrava a queixa-crime. A CNE que recebeu para além dos ilícitos eleitorais há mais de dois meses que nós submetemos recebeu o pedido da Renamo para a realização da auditoria, portanto, em um mês não disse absolutamente nada. Portanto, é a PGR, é a CNE que estão a servir como agentes de obstrução da justiça eleitoral. Esta é uma situação muito grave que queremos denunciar. Este pronunciamento da nova presidente do INE representa para nós uma espécie de uma declaração de guerra", disse Mondlane.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos