O País – A verdade como notícia

Refugiados devido ao conflito no Tigray buscam abrigo no Sudão

Onze mil pessoas atravessaram a fronteira da Etiópia em apenas uma semana, fugindo do conflito no Tigray e estão refugiadas no Sudão, onde há cerca de 100 mil exilados, a maioria da Eritreia.

De acordo com o canal CCTV, os Estados de Gedaref e Kassala, na fronteira com a Etiópia, são os que receberam mais de 11 mil refugiados etíopes, incluindo doentes e feridos.

A Agência da Organização das Nações Unidas (ONU) para os Refugiados, Acnur, disse haver um aumento significativo de requerentes de asilo a deixar a região de Tigray, no extremo norte da Etiópia, em direcção à fronteira com o Sudão Oriental.

O aumento dos combates entre as forças do governo e da região separatista de Tigray está a fazer cada vez mais feridos e a ONU alerta para o agravamento da situação humanitária.

Autoridades sudanesas fizeram uma visita de inspecção às áreas de recepção de refugiados etíopes e disseram que uma série de medidas foram tomadas para fornecer ajuda urgente.

O conflito no Tigray teve início em Novembro de 2020 e envolve as forças especiais estaduais da região de Tigray e a Força de Defesa Nacional da Etiópia.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos