O País – A verdade como notícia

Reencontro de “velhos amigos” e defesa do título marcam arranque da “champios”

A fase de grupos da Liga dos Campeões da Europa de 2021/22 arranca esta semana. O Benfica é o primeiro dos três representantes de Portugal a entrar em campo, na terça-feira, com uma deslocação à Ucrânia para defrontar o Dínamo Kiev, enquanto no dia seguinte o Sporting recebe o Ajax e o Porto viaja até Madrid para enfrentar o Atlético.

Este é o arranque da fase de grupos da edição 2021/2022 da liga milionária europeia, que vai ter jogos bastantes equilibrados quanto emocionantes, entre reencontros de velhos conhecidos e uma defesa do título, são as principais novidades desta primeira jornada que inicia hoje.

 

COMEÇO DE PESADELO PARA O BARÇA

Todos os olhos estarão voltados para o Barcelona, ​​que espera seguir em frente sem Lionel Messi. O regresso às competições europeias será um grande teste à nova equipa, especialmente tendo em conta o quão mais fracos estarão sem o seu melhor jogador de sempre.

Uma abertura suave para a campanha teria sido bem-vinda pelo Barça, em vez disso, têm pela frente o Bayern de Munique. Os bávaros venceram os seus últimos cinco jogos antes deste confronto, marcando incríveis 27 golos nesse período. Dado que o Barça de Messi perdeu por 8-2 na última vez que essas equipas se enfrentaram, é difícil ver qualquer coisa além de uma vitória do Bayern.

 

MULLER PARA ASSOMBRAR O BARÇA NOVAMENTE

Robert Lewandowski costuma ser o homem certo para os golos do Bayern, mas Thomas Muller já teve antecedentes contra os catalães. Muller marcou seis golos em cinco jogos na Liga dos Campeões contra o Barcelona, ​​o máximo que marcou contra um adversário na competição.

Isso também é mais do que qualquer outro jogador marcou contra o Barça na história da Copa da Europa/Liga dos Campeões. Muller também está a apenas dois golos de se tornar o oitavo jogador a marcar 50 golos na Liga dos Campeões e esse desiderato está mais próximo esta terça-feira.

 

BAYERN PARA CONTINUAR A CORRIDA INCRÍVEL

O Bayern de Munique venceu o jogo de estreia em cada uma das últimas 17 temporadas da UEFA Champions League. Também fizeram isso em grande estilo, marcando 42 golos e sofrendo apenas dois. Considerando este facto, uma vitória confortável fora de casa parece estar em jogo.

E jogar fora de casa certamente não colocará o Bayern em desvantagem. Está invicto nos últimos 18 jogos fora em partidas da Liga dos Campeões (14 vitórias e 4 empates). Se considerarmos também que nas competições europeias o Barcelona perdeu sete jogos contra o Bayern de Munique – mais três do que contra qualquer outra equipa – a vitória fora parece a melhor opção.

 

DETENTOR DO TÍTULO ENFRENTA O ANFITRIÃO DA FINAL

O Chelsea regressa à luta com um jogo em casa contra o campeão russo Zenit, cuja Gazprom Arena receberá a próxima final da Liga dos Campeões desta edição. “O Chelsea é o detentor do troféu e tem objectivo de voltar a conquistar o título”, disse o antigo avançado do Zenit, Dmitri Radchenko, ao UEFA.com.

E a pergunta que não quer calar é “poderá este jogo em Stamford Bridge ser o primeiro passo na caminhada até São Petersburgo?”. É o início da defesa do título dos Blues, que tem estado bem na liga inglesa, a contar já com ajuda do mais recente contratado: Lukaku, que vai, de certeza, fazer-se valer para dar a primeira vitória à sua equipa.

 

BENFICA COM BAIXAS NA DESLOCAÇÃO A KIEV

O Benfica deu, esta segunda-feira, continuidade aos trabalhos de preparação tendo em vista a visita ao Dínamo Kiev, numa sessão de treino em que os primeiros 15 minutos foram abertos à comunicação social e que contou com duas ausências ‘de peso’.

Lucas Veríssimo, que irá cumprir castigo no embate com o conjunto ucraniano, e André Almeida, que continua a contar com problemas físicos, não marcaram presença no relvado do complexo do Seixal.

Quanto a Nicolás Otamendi, que esteve ausente da goleada ao Santa Clara, por 5-0, por ter estado ao serviço da seleção argentina, já trabalhou com os companheiros de equipa, pelo que pode ser opção na jornada inaugural da fase de grupos da Liga dos Campeões diante do Dínamo Kiev.

Os encarnados partiram ao princípio da tarde desta segunda-feira a Kiev, para o jogo desta noite.

 

REINILDO MANDAVA PARA TRAVAR WOLFSBURGO

Lille e Wolfsburg já se defrontaram em duas ocasiões anteriores nas competições europeias – ambos os jogos aconteceram na fase de grupos da Liga Europa 2014-15, com o Lille a não conseguir vencer nenhum dos dois encontros (0-3 em casa e 1-1 fora).

O Wolfsburg está invicto nos últimos quatro encontros com adversários franceses, todos disputados na fase de grupos da Liga Europa – contra o Lille em 2014-15 e o St Etienne em 2019-20 (duas vitórias e dois empates).

O Lille registrou apenas uma vitória em nove jogos contra adversários alemães nas competições europeias, adicionados a mais três empates e cinco derrotas, sendo que a única vitória foi diante do Stuttgart na Copa Intertoto da UEFA em 2002.

A equipa do moçambicano Reinildo Mandava perdeu cinco dos seis últimos encontros com equipas alemães, incluindo duas derrotas na Liga dos Campeões da UEFA contra o Bayern de Munique em 2012-13.

Assim, o Lille procura a primeira vitória em casa na Liga dos Campeões desde Outubro de 2006, quando venceu o AEK Atenas por 3-1. Desde então, não conseguiu vencer os 11 jogos em casa na competição, incluindo cada um dos três na sua última participação na competição em 2019-20.

 

NOVOS COMEÇOS PARA MESSI E RONALDO

Após ter chegado ao Paris neste Verão, Lionel Messi poderá disputar o seu primeiro jogo na UEFA Champions League pelo novo clube na visita ao terreno do Club Brugge, 15 de Setembro. Na véspera, Cristiano Ronaldo deverá igualmente participar no seu primeiro encontro na prova pelo Manchester United desde a derrota na final de 2009, por 2-0, frente ao Barcelona de Messi. Ronaldo tem 14 golos a mais do que Messi na lista de melhores marcadores de sempre da competição (134-120).

 

SPORTING EM CASA, BENFICA E PORTO JOGAM FORA

Pela sétima vez na história, Portugal volta a contar esta temporada com três equipas na fase de grupos da UEFA Champions League, algo que não acontecia desde 2017/18. O campeão português Sporting está de regresso a esta etapa após quatro anos de ausência e arranca diante de um antigo campeão europeu, o Ajax, detentor do título dos Países Baixos.

Quanto ao Benfica, que na temporada passada falhou o acesso à fase de grupos ao cair nas pré-eliminatórias, começa na terça-feira com uma visita à Ucrânia para defrontar o Dínamo Kiev, a antiga equipa do agora avançado das Águias, Roman Yaremchuk, ao passo que o Porto, que na época transacta atingiu os quartos-de-final, também joga fora, visitando o Atlético, actual campeão de Espanha, na quarta-feira.

 

MILAN E LIVERPOOL EM JOGO GRANDE

É para o grupo do Porto que está marcado um dos jogos mais aguardados desta jornada inaugural, com o terceiro frente-a-frente entre dois gigantes do futebol europeu. O primeiro embate entre Liverpool e Milan terminou com a vitória dos “reds” no desempate por penáltis na inesquecível final de 2005 da UEFA Champions League, para sempre recordada como o “Milagre de Istambul”. O segundo embate surgiu dois anos depois e também aconteceu numa final da prova, em 2007, quando os “rossoneri” se desforraram e venceram por 2-1 em Atenas.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos