O País – A verdade como notícia

Recuperada bebé recém-nascida roubada em Marracuene

Já foi encontrada a recém-nascida que tinha sido roubada na quarta-feira, no distrito de Marracuene, província de Maputo. Em conexão com o caso, a Polícia deteve uma mulher de 33 anos de idade e seu primo, por cumplicidade no crime.

Roubaram a bebé de 10 dias de vida e dois dias depois foram encontrados. A família da pequena Chanda já respira de alívio.

A mulher de 33 anos e mãe de dois filhos é indiciada de ter roubado a bebé na vila de Marracuene. Ela conta que estava grávida, mas perdeu o bebé já no nono mês de gravidez. Na quarta-feira foi ao hospital de Marracuene fazer tratamento. À sua volta, a indiciada diz que conheceu a mãe da Chanda que, durante a conversa, teria se queixado de fome. A indiciada aproveitou a ocasião para segurar o bebé e oferecer dinheiro à mãe para comprar algo para comer.

A família da mulher indiciada acompanhou a sua gravidez, por isso não desconfiou quando ela chegou à casa com bebé de apenas 10 dias.

Mesmo depois de ganhar a consciência de que tinha cometido um crime, a acusada mostrou alguma resistência em entregar a menor à Polícia. Aliás, foi graças à intervenção do primo, também detido por cumplicidade, que ela aceitou entregar a pequena Chanda às autoridades. Segundo o psicólogo Élio Mudendere, o comportamento da indiciada pode estar associado a um estresse pós-parto e às dificuldades de lidar com a perda de bebé.

A indiciada e o primo estão detidos na vigésima terceira esquadra da Cidade de Maputo. Enfim…tristeza a parte. Com a filha de volta, os pais não escondem a alegria e a lição aprendida.  
Os pais da pequena Chanda foram ao Hospital Central de Maputo, reconheceram a filha e têm garantias de que ela goza de boa saúde. Neste momento, já se encontra em casa do casal.

 

 

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos