O País – A verdade como notícia

Rebelo de Sousa anuncia para 30 de Janeiro as eleições antecipadas

Foto: Luso Jornal

O Presidente de Portugal, Marcelo Rebelo de Sousa, anunciou, esta quinta-feira, numa comunicação ao país, que as eleições antecipadas vão ser a 30 de Janeiro.

“Uma semana e um dia depois da rejeição do Orçamento para 2022 encontro-me em condições de vos comunicar que decidi dissolver a Assembleia da República e convocar eleições para o dia 30 de Janeiro de 2022”, afirmou.

O Chefe de Estado defendeu ainda que “em momentos como este existe sempre uma solução em democracia, sem dramatizações nem temores, faz parte da vida própria da democracia: devolver a palavra ao povo”, escreve o Jornal de Notícias

Em relação à escolha da data das eleições, Marcelo Rebelo de Sousa argumentou que “campanha eleitoral bem como debates audiovisuais que a devem anteceder” no natal ou por altura do ano novo são, a todos os títulos, indesejáveis, e podem ser meio caminho mandado para um aumento da abstenção”.

José Luís Carneiro reafirmou que o PS foi até ao limite do que considerou ser o interesse nacional para chegar a um acordo para a viabilização do OE2022 e que os partidos rejeitaram a proposta do Governo sabendo já que o Presidente da República convocaria eleições em caso de chumbo. “O PS tudo tem procurado fazer para dar resposta aos problemas dos portugueses e tudo fez para evitar esta crise política”, dissertou o Secretário-Geral Adjunto.

O número dois do PS insistiu que o Governo apresentou “uma boa proposta de OE”, que previa mais investimento público na saúde, na habitação, nos transportes e na mobilidade e que tinha apoios significativos para as empresas e também para o conjunto da economia. O dirigente assegurou também que com o PS não haveria vazio de poder.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos