O País – A verdade como notícia

Reabilitação do viaduto Alcântara Santos em Maputo inconclusiva

As obras reabilitação do viaduto Alcântara Santos, junto às barreiras de Maxaquene, na baixa da capital moçambicana, já deviam ter sido acabadas. Razão da demora? A edilidade aponta a pandemia do novo Coronavírus.

A requalificação da infra-estrutura começou no mandato de David Simango. Porém, devido ao desentendimento com o empreiteiro, as actividades foram paralisadas.

Depois de meses de interrupção por conta do referido imbróglio, em Julho de 2020 as obras retomaram com prazo de entrega previsto para 16 de Dezembro último, o que não aconteceu, alegadamente por causa da pandemia da COVID-19.

Segundo explicou o vereador do Ordenamento Territorial, Ambiente e Urbanização no Conselho Municipal da cidade de Maputo, Silva Magaia, “nesta última fase das obras, havia materiais especializados importados e que ainda não tinham sido entregues. Isto fez com que prazo fosse dilatado”.

O trabalho em curso visa melhorar as placas de betão armado e a protecção nas laterais, estão paralisadas há várias semanas. Entretanto a conclusão está prevista para finais de Fevereiro.

Silva Magaia assegura que os trabalhos estão na fase final. Custaram aos cofres do município cerca de 63 milhões de meticais.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos