O País – A verdade como notícia

Rapódromo: batalhas de MC’s estreiam em televisão

O Rapódromo é uma “batalha de MC’s”, em que, em jeito de improviso, cada rapper tenta derrotar o seu adversário com rimas criativas e, muitas vezes, hilariantes. Ao fim de alguns anos a realizar-se nas ruas de Maputo, o evento chega à televisão numa tentativa de ser mais abrangente.

Assim, pela primeira vez em Moçambique, a batalha de MC’s deixa apenas de depender das redes sociais para promover os seus “gladiadores”, a forma como são tratados os rappers que disputam o concurso de improviso, e passa à emissão da Stv. A partir deste domingo, o Rapódromo ganha relevância no programa “Isto é show”, o que alegra a organização. “Esta parceria com a Stv vem mesmo a calhar porque há muito tempo que procurávamos uma plataforma viável para nos colocar em casa dos moçambicanos”, admitiu Duas Caras, apresentador das batalhas e mentor da iniciativa.

Nesta primeira fase, dedicada essencialmente ao casting, a rubrica terá uma temporada de aproximadamente três meses. Ao longo desse período, dezenas de “gladiadores” de Maputo, Gaza, Sofala e Zambézia vão disputar as batalhas. Porque se trata de um concurso televisivo, Duas Caras garante, os participantes terão o cuidado com as palavras. Isto é, cada interveniente terá a liberdade de escolher os temas e de dizer o que quiser, desde que respeite o bom senso, pois o Rapódromo quer chegar até aqueles telespectadores que não gostam de RAP: “nesta temporada no “Isto é show’, as apresentações dos nossos gladiadores também vão disseminar mensagens de prevenção da COVID-19, com observância de medidas necessárias para o efeito”.

Na visão de Duas Caras, o Rapódromo é uma plataforma diferente de promover o RAP. Estando no “Isto é show”, realça o rapper, a “batalha de MC’s” vai agregar valor à grelha da Stv. “Queremos tirar o maior proveito desta visibilidade. Este é um tipo de entretenimento que já faltava na televisão moçambicana. Na verdade, este é apenas um princípio, porque a nossa pretensão é ter um programa exclusivamente dedicado ao Rapódromo”.

Com a “batalha de MC’s”, Duas Caras sublinha que se está a conseguir dar mais espaço aos novos rappers moçambicanos, provenientes de diferentes pontos do país.

Segundo acredita Jorge Ribeiro, apresentador do “Isto é show”, neste momento de crise sanitária, os “gladiadores” vão passar mensagens pertinentes, porque o Hip-Hop e os rappers são mensageiros da mudança. “Em todo o mundo existe batalha de MC’s. Em França, por exemplo, é o maior sucesso. E também existe a batalha em Portugal e Angola. Hoje o projecto Rapódromo é abraçado aqui no ‘Isto é show’. Agora, vamos começar a ter um seriado aos domingos. Através do Rapódromo vamos sentir Moçambique e em cada batalha vamos ouvir uma história que contribuirá para a desconstrução da ideia de que o RAP é coisa de marginais. Faremos história com o Rapódromo”, garantiu Jorge Ribeiro.

Como é habitual nos concursos, depois das “disputas, um júri constituído por rappers conceituados irá decidir que “gladiador” irá seguir para a fase seguinte.

Portanto, este é o segundo casting desta edição do Rapódromo (o primeiro a Stv não transmitiu). No  programa “Isto é show”, que inicia todos os domingos às 17 horas, a “batalha de MC’s” vai durar cerca de 45 minutos.  

 

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos