O País – A verdade como notícia

Rainha Elizabeth II concede prémio a jovem empresária moçambicana Marta Uetela

Foto: Ideialab

A 3 de Setembro corrente, a Rainha Elizabeth II, como Chefe da Commonwealth, reconheceu Marta Uetela, representando Moçambique, como o 193º Ponto de Luz da Commonwealth em honra do seu excepcional serviço voluntário, desenvolvendo uma prótese feita a partir de plásticos reciclados para beneficiar de forma sustentável as pessoas portadoras de deficiência.

De 25 anos, Marta Uetela é a fundadora da BioMec, uma organização que produz próteses de alto desempenho feitas de plástico reciclado do oceano. Depois de ver as dificuldades que um amigo enfrentou para adquirir uma prótese, Uetela desenvolveu uma perna artificial utilizando os resíduos de plástico de seis garrafas recolhidas do mar.

Percebendo que poderia produzir mais próteses de alto desempenho que poderiam não só ajudar a elevar a vida das pessoas aumentando o acesso a membros artificiais a preços acessíveis, mas também promover a sustentabilidade e reduzir a poluição plástica através da reutilização de material, Marta lançou a sua própria start-up.

A BioMec está agora a fabricar mais próteses personalizadas para indivíduos com base nas suas necessidades de capacidade, utilizando uma tecnologia que aumenta a compatibilidade entre o membro residual e a prótese para criar conforto.

Como parte do legado do Encontro de Chefes de Governo da Commonwealth em Londres 2018, Sua Majestade a Rainha – como Chefe da Commonwealth – está a agradecer aos voluntários inspiradores das 54 nações da Commonwealth pela diferença que estão a fazer nas suas comunidades e mais além, reconhecendo um voluntário de cada país da Commonwealth todas as semanas. Ao partilhar estas histórias de serviço, os prémios Pontos de Luz da Commonwealth celebram actos inspiradores de voluntariado em toda a Commonwealth e ajudam a inspirar outros a dar a sua própria contribuição para enfrentar alguns dos maiores desafios sociais do nosso tempo.

“É com grande entusiasmo que recebo o prémio Pontos de Luz da Commonwealth. Obrigada por partilhar o entusiasmo pela iniciativa e dar motivação. Espero que possamos fazer com que as pessoas com desafios de mobilidade tenham uma vida sem limitações, cheia de possibilidades e de auto-estima”, disse Uetela.

Por seu turno, a Alta Comissária do Reino Unido em Moçambique, NneNne Iwuji-Eme, disse que o trabalho de Marta Uetela é inspirador e com o desenvolvimento de próteses acessíveis, ajuda a melhorar e transformar a qualidade de vida das pessoas, abrindo portas para que os sonhos se tornem realidade.

“O impacto do trabalho de Marta vai ainda mais longe, uma vez que ela combina design com sustentabilidade, utilizando plástico recolhido do oceano como matéria-prima para as suas próteses. Estou admirada com o seu trabalho e muito feliz por Marta ser a quarta moçambicana a receber o Prémio Pontos de Luz. Parabéns, Marta. És uma verdadeira inspiração”, disse Iwuji-Eme.

A Commonwealth é uma comunidade diversificada de 54 nações que trabalham em conjunto para promover a prosperidade, a democracia e a paz. A reunião dos Chefes de Governo reúne líderes de todos os 54 países-membros para reafirmar valores comuns, enfrentar desafios globais partilhados e acordar como trabalhar para criar um futuro melhor para todos os cidadãos, especialmente para os jovens. O serviço voluntário é uma parte vital desta agenda, razão pela qual Sua Majestade Rainha optou por reconhecer voluntários excepcionais em toda a Commonwealth desta forma especial.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos