O País – A verdade como notícia

Quissanga sem serviços administrativos devido aos ataques terroristas

Todas instituições do Estado e do Governo no distrito de Quissanga, na zona centro da província de Cabo Delgado, encerraram as portas e há cerca de dois meses estão a funcionar provisoriamente no distrito de Metuge, devido a insegurança provocada pelos ataques terroristas.

O facto foi confirmado pelo respectivo administrador distrital Bartolomeu Muibo.

De acordo com a fonte, “por razões óbvias não é possível retomarmos nossas actividades no distritos e todos serviços estão aqui em Metuge, desde a Secretaria distrital, serviços de saúde, de actividades económicas, e quase todos estamos aqui”.

Entretanto, além da insegurança e destruição de edifícios governamentais, os supostos terroristas também destruíram todo arquivo do Estado e do governo que estava no distrito.

“O nosso arquivo ficou todo destruído, e agora estamos a tentar recuperar partir das informações que existem ao nível do governo provincial, revelou Bartolomeu Muibo.

O último ataque terrorista a vila sede do distrito de Quissanga ocorreu no dia 25 de Marco último.

Incluindo Quissanga, este ano, os supostos terroristas assaltaram quatro sedes distritais, nomeadamente Muidumbe, Macomia e Mocímboa da Praia, e neste último, quase todos edifícios e o arquivo do Estado  foram  destruídos, e não há previsões para sua reabertura ao público, devido a insegurança, que também obrigou a deslocação de alguns dirigentes governamentais.

Metuge, fica há cerca de 50 Quilómetros da capital da província Pemba, e o distrito que acolheu cerca de 20 mil pessoas deslocadas de Quissanga.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos