O País – A verdade como notícia

“Quero relançar a minha carreira”

Luís Miquissone diz que pretende relançar a sua carreira na União Desportiva de Songo após uma passagem discreta pelo futebol sul-africano.

Brilhou na temporada 2016, marcando golos para todos os gostos e feitios. Maravilhou os adeptos do futebol moçambicano, com exibições de grande nível e despertou a atenção do Mamelodi Sundonws da África do Sul, clube para o qual viria a transferir-se.  

Nos “brasileiros”, não teve espaço para mostrar o seu real valor. Porque não era opção, havia que encontrar uma solução para poder jogar.

Foi então que o Mamelodi Sundonws emprestou-o ao Chippa United da Premier Soccer League  (PSL) e,  depois,  ao Royal Eagles da segunda divisão, mas não conseguiu convencer o técnico desta formação que é um jogador com muita qualidade.

“É algo que sempre acontece no futebol. Eu sei que sempre trabalhei. Estava à altura de jogar, mas não era opção.  Decidi voltar para o clube onde eu nasci e cresci como futebolista para tentar ajudar a equipa. Podem esperar o mesmo Luís Miquissone de sempre. Eu já me enquadrei na equipa”, prometeu.

O futuro é agora. A pérola da União Desportiva do Songo aponta para exibições de grande nível para relançar a sua carreira.   

“Posso voltar a sair porque estou aqui por empréstimo. Não estou aqui definitivamente. Ainda tenho contrato.  Estou aqui para rodar mais. Como sabem, eu não estava a jogar. Regressei, praticamente, para jogar e tentar ver se posso voltar a sair”, frisou.

Com enorme potencial, Miquissone refere ainda que, com a qualidade que a equipa do Songo  tem e a exposição nas competições africanas, pode relançar a sua carreira ao nível internacional. “A União Desportiva do Songo é um grande clube. Eu acredito que muitos acompanham a evolução deste clube. É bicampeão nacional e disputa as competições africanas. Posso voltar a disputar uma competição africana na qual outros clubes podem ver o meu potencial”, indicou.

Os Mambas são também objectivo de Miquissone que espera ser chamado por Abel Xavier para o compromisso importante diante da Guiné-Bissau, a 22 de Março. É um jogo em que somente a vitória interessa aos Mambas que pretendem voltar a disputar o Campeonato Africano das Nações nove anos depois de terem marcado presença em Angola, em 2010.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos