O País – A verdade como notícia

Queniano expulso de Moçambique por falsificação de documentos

Mahdi Salad Weheliye, um jovem da República do Quénia, foi expulso de Moçambique a partir do Aeroporto de Pemba por falsificar documentos para estrangeiros.

A operação foi dirigida pelo Serviço Nacional de Migração por ordem do Tribunal Judicial da província de Cabo Delgado.

Mahdi falsificou vários documentos. Não há provas de envolvimento de funcionários do Serviço Nacional de Migração.

Natural de Wajir Ken, no Quénia, Mahdi SAlad tem 29 anos de idade, e vivia ilegalmente na cidade de Pemba desde 2014.

Esta é segunda vez que Mahdi é repatriado para Quénia.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos