O País – A verdade como notícia

Quatro pessoas detidas e mais de cinco mil estacas de mangais apreendidas na Beira

Cerca de cinco mil estacas de mangais que estavam a ser comercializadas em alguns bairros da cidade da Beira foram apreendidas, semana passada. Em conexão com o caso, quatro pessoas foram detidas.

As estacas e detenções são resultado de uma operação denominada “pesca responsável”, que tem em vista regular a captura dos recursos marinhos.

A operação, que iniciou há cerca de uma semana, está a ser levada a cabo por uma equipa multissectorial, que envolve os sectores de floresta e fauna bravia, pescas, meio ambiente e polícia costeira.

Neste âmbito, 4 972 estacas foram apreendidas, em menos de uma semana, nos bairros de Matacuane, Macurungo e Nhangau. “O mangal faz parte do ecossistema, aliás, é o berço onde se desenvolvem os recursos marinhos. Os mangais são ainda responsáveis pela protecção costeira, pelo florescimento do alimento orgânico nos estuários, entre outras funções, incluindo a manutenção do ambiente. Portanto, como vê, a devastação do mangal pode levar à extinção de várias espécies marinhas, daí que se torna imperioso conservar os mangais”.

Entretanto, os comerciantes detidos alegam que não sabiam que era proibido vender estacas de mangais, sendo que as estacas que estavam a comercializar compraram-nas em diferentes áreas costeiras.

A equipa multissectorial garantiu que todas as estacas seriam incineradas e que a equipa continuará com a operação.

Os mangais sustentam uma grande diversidade de plantas, árvores, arbustos e fetos, que desenvolveram adaptações espectaculares para prevalecerem e prosperarem nessas condições ambientais.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos