O País – A verdade como notícia

Quadra festiva: Ressano Garcia regista queda do movimento migratório este ano

Foto: O País

Dados comparativos ao ano passado indicam queda do movimento migratório em Ressano Garcia, onde de 13 a 23 de Dezembro do ano em curso houve registo de 64.490 viajantes contra 67.577 no igual período de 2020. Na manhã da sexta-feira, cruzaram a fronteira 3572 pessoas.

Danilson José vem da África do Sul e vai à província de Inhambane, sua terra natal. Está radicado na terra do rand onde trabalha como carpinteiro e conta como está a ser a sua viagem.

“Estamos todos emocionados em viajar para estar e festejar com a família, mas a viagem torna-se difícil pelas longas filas”, lamenta o jovem carpinteiro que se fazia acompanhar pelos outros integrantes da família.

Não são só moçambicanos radicados na África do Sul que vêm a Moçambique passar o natal. Rose Shabanga é cidadã sul-africana e escolheu a Cidade de Maputo para passar as festas. “Vou a Maputo, um lugar de que gosto”, disse.

Alguns cidadãos moçambicanos foram apreendidos pela Polícia, ao tentar entrar no país por via ilegal. Até à manhã da sexta-feira, contabilizavam-se mais de 200 cidadãos em situação ilegal que tentavam atravessar a fronteira entre os dois países.

“Nós estávamos a sair e o nosso guia, com quem saímos do interior da África do Sul, entregou-nos à Polícia e levaram-nos para aqui [Fronteira de Ressano Garcia]”. Questionado se tinha documentos, respondeu que “não”.

Alguns desses cidadãos moçambicanos ilegais acusaram positivo para a COVID-19.

Juca Bata, porta-voz da operação conjunta “Assanti Sana” faz o ponto situação do movimento migratório em Ressano Garcia. “De 13 a 23 deste mês, tivemos 64.490 viajantes contra 67.577 em igual período do ano passado. E na manhã de hoje (referindo-se a sexta-feira) registamos 3572 viajantes.”

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos