O País – A verdade como notícia

Quadra festiva: Ressano Garcia regista aumento de infecções pela COVID-19

Foto: O País

Nos últimos três dias, foram testadas, na fronteira de Ressano Garcia, província de Maputo, cerca de cinco mil pessoas, das quais 122 acusaram positivo para a COVID-19.

A azáfama é tanta em Ressano Garcia, que é a porta de saída e entrada para o país vizinho, África do Sul, onde a variante ómicron voltou a fazer disparar os casos da COVID-19. Na referida fronteira, as equipas da saúde trabalham para rastrear a prevalência do novo Coronavírus em cada um dos viajantes.

“Nos últimos três dias, nós testámos cerca de 5000 viajantes, dos quais 122 foram positivos, uma taxa de positividade de 2.4%. Para monitorar estes infectados, temos aqui [na fronteira de Ressano Garcia] equipas montadas que elaboram uma base de dados e enviamos para as várias províncias, onde é feita a monitoria dessas pessoas testadas”, disse Iolanda Tchamo, directora do Serviço Provincial de Saúde em Maputo.

Disparam os números na fronteira, mas, nas imediações do posto de travessia, parece que a pandemia já foi vencida, ou seja, há aglomerados em todos os lados e o uso da máscara é deixado depois. Ora que não depois de o vírus ter vencido a luta, aliás, não seria mais possível, o possível é agora.

“Testamos cerca de oito de mil e mais de 100 foram positivos tivemos uma taxa de positividade de 13%. A situação é preocupante e é preciso redobrar as medidas de prevenção da COVID-19”, apela.

Segundo o sector da saúde, mais de 50% dos 122 casos positivos da COVID-19 foram diagnosticados em mineiros que já seguiram viagem para diferentes pontos do país.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos