O País – A verdade como notícia

Profissionais cubanos reforçam Moçambique no combate à pandemia da COVID-19

Chegaram, hoje, mais 39 profissionais da Saúde cubanos que vão reforçar o país no combate à COVID-19. Os técnicos irão trabalhar em 15 centros de isolamento e tratamento de pacientes com Coronavírus.

Os dados da COVID-19 tendem a reduzir no país, mas não é altura de baixar a guarda. No contexto de reforço do combate ao novo Coronavírus, chegaram, ontem, em Moçambique mais um grupo de profissionais de saúde cubanos. Nas mãos, seguram suas mãos, no corpo vestem as batas brancas, na mente e no coração um objectivo bem definido: travar a propagação da pandemia.

Ao todo, são 39 médicos que aterraram no Aeroporto Internacional de Maputo de Maputo 39 profissionais cubanos que se juntam ao primeiro grupo de 14, que chegou ao país no passado mês de Março.

“Nós sabemos a enorme responsabilidade que se está a depositar nas suas mãos (entenda-se dos profissionais de saúde) a partir deste momento. Sejam bem-vindos à pátria que contempla o orgulho porque sabe que a nobre missão para a qual vocês chegam será cumprida com muita honra”, disse Pavel Hernández, embaixador de Cuba em Moçambique.

Os médicos e enfermeiros intensivistas irão trabalhar em 15 centros de isolamento e tratamento do novo Coronavírus distribuídos pelo país que serão identificados em função das necessidades de cada um deles.

“No âmbito da operacionalização das medidas urgentes, de excepção, necessárias e proporcionais à situação para prevenir a propagação da COVID-19, salvaguardando a vida humana, saúde pública e assegurando o funcionamento dos serviços, o Ministério da Saúde definiu esta equipa a ser colocada nos centros de tratamento de pacientes com COVID-19 a nível nacional”, explicou Zacarias Zindoga, secretário permanente do Ministério da Saúde que esteve na recepção dos profissionais cubanos, acrescentando que os mesmos vão trabalhar em regime de transturno nos locais identificados.

Os cubanos estão ciente dos desafios que lhes espera no combate à pandemia em Moçambique, mas dizem-se prontos para partilhar seu conhecimento com os moçambicanos e ajudar a travar a propagação do novo Coronavírus.

“Viemos para trabalhar no âmbito da COVID-19 que, agora, assola o mundo inteiro. Passaremos a experiência que temos de Cuba assim como de outros pontos que já estivemos e vamos aprender com os técnicos moçambicanos”, apontou Odelsa Chamizo Mendonça, médica Cubana recém-chegada a Moçambique.

Com a experiência e conhecimentos que os cubanos trazem ao país, o membro da missão cubana em Moçambique, Manuel Remédios, tem quase que certeza: “podemos ter esperança de que, em conjunto, vamos combater essa pandemia e salvar a cada uma das pessoas”.

Antes de começarem a trabalhar, os técnicos da Saúde cubanos serão submetidos ao teste PCR para o despiste da COVID-19.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos