O País – A verdade como notícia

Professores graduados no distrito de Homoíne

Pouco mais de 140 professores foram graduados pelo Instituto de Formação de Professores de Homoíne, na província de Inhambane. Trata-se da quarta cerimónia do modelo de formação “décima classe mais três anos”. Na ocasião, o governo provincial exigiu uma educação de qualidade aos novos educadores.

São estudantes de diversos cantos da província e do país, que foram motivo de celebrações de festas, ao congregarem o governo provincial, estruturas do sector da educação, familiares e amigos, para testemunharem a sua confirmação, como professores que estiveram a ser moldados, por um período de três anos, no Instituto de Formação de Professores de Homoíne em Inhambane. As autoridades exigiram uma educação de qualidade aos novos profissionais e serem respostas para os vários desafios, em qualquer canto do país abstendo-se dos actos de corrupção.

Director Nacional de Alfabetização, Laurindo Marcelo Rafael Nhancune, disse que “essa cerimónia não é só marcante pelo número de professores que serão afectos às várias escolas no ensino primário, mas sobretudo pela qualidade e pela nova dinâmica que os recéns-graduados e futuros funcionários do Aparelho do Estado que irão imprimir na melhoria da cultura e ambientes escolares favoráveis”.

Por seu lado, Palmira Pinto, Directora Provincial Educação em Inhambane referiu que não gostaria de saber que há uma fila dos recéns-graduados a pedindo para não sair daquele distrito, porque disseram que estavam preparados para servir a qualquer canto do nosso país.

Entretanto, os graduados mostraram-se optimistas face as exigências do actual cenário, na aposta para uma educação de qualidade. Para o presente ciclo espera-se graduar, mais de 1.257 estudantes de vários Institutos espalhados por toda província de Inhambane.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos