O País – A verdade como notícia

Procuradoria de Cabo Delgado recupera toda madeira exportada ilegalmente para China

Foto: O País

A Procuradoria Provincial de Cabo Delgado conseguiu recuperar toda a madeira que havia sido exportada ilegalmente para a República Popular da China em Dezembro do ano passado, a partir do Porto de Pemba.

Os últimos sete contentores com madeira ilegal chegaram à província na semana passada e foram recebidos pela Procuradoria Provincial e Agência de Controlo de Qualidade Ambiental (AQUA).

“A madeira que recebemos é a mesma que saiu de Moçambique, segundo a espécie e os selos dos contentores que conferem com os que foram colocados pelas autoridades em Pemba”, confirmou Cássimo Assane, delegado da AQUA em Cabo Delgado.

A Procuradoria Provincial de Cabo Delgado estava preocupada com os últimos contentores, porque não se sabia do seu paradeiro, e agora pretende acelerar o processo de venda da madeira, para evitar que a mesma perca o seu valor comercial, enquanto aguarda pela decisão do Tribunal Judicial Provincial.

“O processo-crime deste caso foi remetido ao Tribunal Judicial da província de Cabo Delgado em Julho, mas o Ministério Público, em coordenação com AQUA e outras entidades, recomendou que a madeira fosse vendida em hasta pública o mais rápido possível, para evitar que fique deteriorada”, explicou Noélia Madeira, procuradora do caso.

Dos setenta e seis contentores com madeira exportada ilegalmente para China, sessenta a seis chegaram em Maio deste ano.

Um cidadão chinês e alguns funcionários das Alfândegas de Cabo Delgado estão detidos em conexão com o caso.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos