O País – A verdade como notícia

PRM neutraliza quadrilha que espalhava terror em Dondo

A polícia em Sofala deteve quatro indivíduos que se faziam passar por elementos das Forças Armadas de Defesa de Moçambique para roubar e violar sexualmente as suas vítimas, no município de Dondo, em Sofala.

Na passada sexta-feira, os indivíduos em causa assaltaram uma residência, onde, com recurso a catanas, obrigaram as vítimas a entregarem valores monetários. “Como nós não tínhamos, decidiram levar tudo o que estava dentro casa e todas as nossas aves, como galinhas e patos. Mas, antes, amarraram-nos e amordaçaram todos, incluindo duas crianças com idades entre sete e nove anos e uma anciã de 80 anos. Além disso, ainda tentaram violar-nos sexualmente”.

Em contacto com a nossa reportagem, os indiciados confirmaram o seu envolvimento no crime e explicaram que recorriam ao fardamento das Forças Armadas para amedrontar as suas vítimas. Um dos indiciados, por sinal líder do grupo e dono dos fardamentos, num total de três pares, afirmou que os fardamentos em causa pertenciam a um dos seus parentes, já falecido, que em tempos foi elemento das Forças Armadas de Defesa de Moçambique.

Refira-se que três dos quatro detidos já foram detidos mais de uma vez, acusados de assaltos a residências, segundo a polícia. Aliás, um deles foi solto na semana passada, depois de cumprir uma pena de seis meses, acusado precisamente de assalto a residências.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos