O País – A verdade como notícia

PRM apreende cerca de 300 litros de combustível em Manica

A Polícia da República de Moçambique (PRM) apreendeu, esta quinta-feira em Manica, cerca de trezentos litros de combustível que estava a ser vendido ilegalmente no mercado Trinta e oito.

Este resultado surge quatro dias depois do comandante-geral da PRM ter lançado uma ofensiva contra a prática daquela actividade, que devido a sua perigosidade já resultou na morte de 103 pessoas em Tete, quando um camião cisterna explodiu na localidade de Caphiridzange, em Novembro de 2016.

Bernardino Rafael apelou no último domingo que sejam denunciados todos aqueles que tentarem vender combustível ou passar com o produto de forma inapropriada.

Esta segunda-feira, em resposta ao apelo do comandante-geral, a segunda esquadra da PRM em Chimoio desencadeou uma mega operação que resultou na apreensão dos cerca de 300 litros de diesel e detenção de dois indivíduos acusados da prática daquela actividade de forma ilegal.

O esquema de venda é protagonizado por camionistas que transportam o combustível do porto da Beira para os países do interland e, à meio do percurso, efectuam paragens para fazer baldeamento. A Polícia está atenta a estes casos e diz que o combustível só deve ser vendido por agentes devidamente licenciados.

“Queremos apelar a todos interessados nesta actividade a licenciarem e desenvolverem-na de forma segura para que não possam perigar a vida dos cidadãos”, disse Mateus Mindú, porta-voz da Polícia em Manica.

Enquanto isso, a PRM está a avaliar o destino dos trezentos litros de diesel.

 

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos