O País – A verdade como notícia

Primeiro-Ministro insta o novo PCA do ProAzul a encontrar financiamento para projectos de emprego

Foto: O País

O Fundo de Desenvolvimento da Economia Azul tem um novo PCA. Trata-se de Simeão Lopes, a quem o Primeiro-Ministro desafiou a encontrar recursos para financiar projectos de geração de mais postos de emprego.

Desde esta terça-feira, Simeão Lopes é o homem forte do Fundo de Desenvolvimento da Economia Azul. Ao novo Presidente do Conselho de Administração da instituição, o Primeiro-Ministro deixou desafios de fomento e orientação de investimentos públicos e privados para projectos e acções prioritárias da economia azul.

“Implementação de programas e projectos que visam melhorar o nível de renda dos pescadores artesanais e da sua cadeia de valor. Promoção do uso de embarcações a motor para os pescadores artesanais, visando dotá-las de maior autonomia e segurança no mar e, consequentemente, a captura de espécies de maior valor”, desafiou o Primeiro-Ministro.

Carlos Agostinho do Rosário orientou ainda Semião Lopes a trabalhar em articulação com os outros sectores, no sentido de promover acções que concorram para uma boa governação do mar, fiscalização e investigação científica e tecnológica, assim como para a protecção e monitoria do ambiente marinho.

Simeão Lopes, que sucede a Miguel Micas no Conselho de Administração do Fundo de Desenvolvimento da Economia Azul, aceitou o desafio e indicou por onde começar a trabalhar.

“Vamos trabalhar no sentido de ter uma estratégia aprovada até ao fim do ano. É um processo complexo, porque deve envolver todas as sensibilidades e interesses em relação ao mar; é uma estratégia do país e não do ProAzul”, disse Simeão Lopes.

O Fundo de Desenvolvimento da Economia Azul existe desde 2019 e visa promover o desenvolvimento sustentável das actividades do sector pesqueiro e marinho.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos