O País – A verdade como notícia

Prevalece desrespeito das medidas contra COVID-19 no país

Com tendência de aumento de casos da COVID-19, no país, está a haver, igualmente, inobservância de medidas de prevenção contra o vírus em locais públicos, como é o caso dos mercados.

No mercado retalhista de Xipamanine, na cidade de Maputo, o cenário é crítico, há desrespeito generalizado pelas medidas de prevenção da pandemia do novo coronavírus. Naquele local, muita gente não cumpre com as medidas de prevenção da COVID-19. Sem máscaras as pessoas circulam à vontade de um lado para o outro.

As anomalias não param por aí, vendedores e clientes não respeitam o distanciamento físico, contrariando o protocolo sanitário imposto pelo Ministério da Saúde.

Ademais, alguns pontos de lavagem das mãos estão inoperacionais. Joice Cossa, uma das utentes que falou ao “O País”, entende que há no seio das pessoas a inobservância das medidas de prevenção contra a COVID-19 em diferentes pontos. “Não é nada lavar as mãos para depois estar num chapa onde as pessoas estão abraçadas, acho que fica meio complicado. Aqui no Xipamanine é pior, as pessoas não observam o distanciamento e ficam de qualquer maneira”.

Quanto as máscaras de protecção, para alguns só são úteis para falar à reportagem , tal como os casos das senhoras Rita e Gina que alegando esquecimento e  asma, só usaram as suas máscaras de protecção facial para entrevista.

No mercado Central, na zona baixa da capital do país, o cenário repete-se e nenhuma autoridade está ali para impor a obrigatoriedade do cumprimento das medidas contra a COVID-19.

A desinfecção das mãos naquele local é opcional. Utentes a entram e saem sem dar conta da existência e utilidade do equipamento de lavagem das mãos ali montado.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos