O País – A verdade como notícia

Presidente do Botswana apela aos moçambicanos a focarem-se no desenvolvimento do país

No seguimento da visita de Estado que termina esta sexta-feira, o Presidente do Botswana, Makgweetsi Masisi foi hoje depositar uma coroa de flores na Praça dos Heróis Moçambicanos. No final falou à imprensa tendo destacado que o seu país está apostado em trabalhar lado a lado com Moçambique na melhoria de condições de vida das populações dos dois países, aproveitando as vantagens económicas de que cada um dispõe.

Makgweetsi Masisi aproveitou a ocasião para deixar ficar algumas das recomendações que deixa ao país “o povo moçambicano deve manter-se focado e concentrado nas questões de desenvolvimento, há muitas oportunidades, há muitos recursos em Moçambique, há muita boa vontade em volta dos moçambicanos, incluindo vindo de Botswana. Nós queremos trabalhar muito próximos do povo e do governo moçambicano para galvanizar a vida das pessoas dos dois países”. Recorde-se que os dois países acordaram desenvolver projectos em conjunto no sector de energia e infra-estrutura ferro-portuários, tendo criado um grupo de trabalho que deverá estruturar e calendarizar a implementação desses projectos, com destaque para o Porto de águas profundas de Techobanine e uma linha férrea a ligar o porto ao Botswana passando por Swazilândia e África do Sul.

Ainda hoje, o Chefe de Estado tswana foi fazer uma visita de cortesia à Assembleia da República, tendo sido recebido pela Presidente do parlamento, Verónica Macamo e os três chefes das Bancadas Parlamentares. E porque trata-se de uma visita de Estado, Masisi foi recebido com honras militares.

Durante o encontro o Presidente tswana e os parlamentares moçambicanos trocaram experiências sobre o funcionamento dos parlamentos dos dois países, até porque o governante se fazia acompanhar por alguns deputados do seu país, parte dos quais dos partidos da Oposição. Masisi falou ainda das relações entre os dois países que duram desde o tempo da luta de libertação nacional em que jovens moçambicanos usavam Botswana como caminho para chegar a Tanzânia onde se juntaram aos guerrilheiros que combatiam o colonialismo português.

O governante Tswana disse por outro lado que ficou bastante impressionado com a composição do parlamento moçambicano, que para além de ter representado três formações políticas diferentes, ser composto em quase 40% por mulheres, é liderado por uma mulher e as duas maiores bancadas têm também mulheres à cabeça. “Têm uma grande percentagem de representação das mulheres no parlamento e podemos aprender alguma coisa de vocês, porque o número de mulheres no nosso parlamento é muito baixo. Na segunda-feira vou fazer o meu discurso sobre o Estado da Nação e vou certamente falar da experiência que pude colher nesta minha visita aqui a Moçambique”, disse Makgweetsi Masisi.

Por outro lado, pediu ao parlamento para não esquecer os elefantes que seu país ofereceu a Moçambique para ajudar a elevar o potencial turístico do país, “no trabalho que fazem aqui no parlamento, por favor disponibilizem espaço para eles (os elefantes), protecção para eles e orçamento para eles. Porque ajudam a melhorar a qualidade de vida da população de Moçambique, porque o vosso potencial turístico vai aumentar e estaremos muito satisfeitos por poder vos ensinar a proteger-lhes”, disse o governante. Moçambique deverá iniciar a translocação desses animais dentro em breve segundo o Governo moçambicano, sendo que o primeiro logo vai ser enviado ao Parque Nacional de Zinave. A demora para buscar-se os elefantes prende-se com a criação de condições de segurança para evitar que os mesmos fossem vítimas de caçadores furtivos que dizimaram milhares de elefantes em várias áreas de conservação nos últimos anos em Moçambique.

Esta sexta-feira o Presidente do Botswana termina visita ao país, mas antes deverá escalar uma fábrica de processamento da castanha de cajú, no distrito da Macia,0 Província de Gaza.

 

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos