O País – A verdade como notícia

Presidente da RDCongo diz que não há razões para adiar as eleições

O Presidente da República Democrática do Congo, Joseph Kabila, diz que não há mais razões para adiar as eleições presidenciais agendadas para este domingo. Os candidatos que concorre para a sucessão de Kabila são Félix Tshisekedi, líder da UDPS irá disputar, com Emmanuel Ramazani Shadary, candidato presidencial do partido no poder.

Kabila culpa o surto de Ébola, nas províncias de Kivu do Norte e Mai-Ndombe, pelo afastamento de mais de um milhão de eleitores das urnas, afirmando que seria um desastre se as pessoas votassem nas zonas do surto, porque uma pessoa poderia infectar centenas de outras, escreve o Notícias ao Minuto citando a Associated Press.

As afirmações do presidente congolês contradizem as dos oficiais de saúde que dizem ter tomado precauções para que as pessoas pudessem votar na zona do surto.

Um dos principais candidatos da oposição às presidenciais, Martin Fayulu, convocou uma greve geral em todo país para contestar o adiamento parcial das eleições.

A comissão eleitoral justificou o adiamento, para março de 2019 com a falta de condições de segurança devido à epidemia de Ébola, argumentos que não convenceram os candidatos da oposição ao regime de Joseph Kabila.
 

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos