O País – A verdade como notícia

Presidente da Direcção da AICEP garante que as tecnologias revolucionam a forma de pensa

Por quê falar do digital? Antes de qualquer resposta, o Presidente da Direcção da Associação Internacional das Comunicações de Expressão Portuguesa (AICEP), João Caboz Santana, convidou os participantes da 4ª edição de MozTech a ver um pequeno filme, no qual se sintetiza o alcance do digital na época contemporânea.

João Caboz Santana disse, no princípio da sua dissertação, que as forças digitais não são algo novas, embora 15% das pessoas do mundo não tenham internet. Santana foi mais de dados no início, recordando que 40% das pessoas do mundo usa redes sociais.

Para Santana, a transformação já esta a afectar as pessoas, a vários níveis, no trabalho e no lazer e os Estados estão a ser afectados positivamente nesse processo, com aproximação dos cidadãos, inclusive, fazendo com que as pessoas pensem diferente. As tecnologias revolucionam a forma de pensar, revolucionam o modelo de Governo, com mais transparência, e a sociedade será, com isso, mais inclusiva. Mais adiante, Santana frisou: “As tecnologias aumentam a competitividade e aumenta o PIB dos países, e, com essas ferramentas, somos mais beneficiados com as ofertas que as organizações nos oferecem”.

Não obstante, o Presidente da Direcção da Associação Internacional das Comunicações de Expressão Portuguesa assume que transformar uma empresa numa digital é complexo. É preciso que se seja coragem, audácia e invistam sem que calculem esforços, contratando pessoas competentes que possam trabalhar e inovar com liberdade. As organizações devem desenvolver plataforma que possa, alcançar escala.

 

 

 

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos