O País – A verdade como notícia

Presidente da CAF garante que CAN vai se realizar nos Camarões

O presidente da CAF, o sul-africano Patrice Motsepe, visitou os Camarões no início desta semana e afirmou que a Copa das Nações será um sucesso. Motsepe garantiu ainda que em Janeiro estará nos Camarões com sua família para assistir aos jogos do CAN.

O presidente da Confederação Africana de Futebol, Patrice Motsepe, chegou aos Camarões na ontem e disse que queria fazer da conturbada Copa das Nações Africanas no país “um sucesso”. A visita do líder da CAF teve como pano de fundo rumores persistentes de que a mostra continental de 9 de Janeiro a 6 de Fevereiro poderia ser cancelada ou adiada novamente. O torneio já sofreu um atraso de um ano devido à pandemia da COVID-19.

Antes das conversações com o presidente dos Camarões, Paul Biya, e de uma inspecção ao estádio Olembe de Yaounde, Motsepe disse que “estamos muito certos do nosso empenho em tornar (o torneio) um sucesso nos Camarões”.

“Os Camarões são uma nação orgulhosa do futebol. Estou confiante de que em nossas reuniões de hoje e amanhã (segunda e terça-feira), seremos capazes de dar confiança à África e ao mundo ”, disse Motsepe aos repórteres na chegada ao Aeroporto Internacional de Nsimalem.

A visita de Motsepe ocorre uma semana depois que os principais clubes da Europa ameaçaram não liberar seus jogadores africanos para o evento devido a preocupações com o protocolo de saúde da COVID-19.

“Temos um compromisso com o nosso povo camaronês, temos um compromisso com o povo africano e com o desenvolvimento do futebol na África”, acrescentou.

Muitos dos principais jogadores da África que actuam em clubes da Europa, incluindo a dupla do Liverpool, Mohamed Salah e Sadio Mane, Riyad Mahrez do Manchester City e Achraf Hakimi e Idrissa Gana Gueye do Paris Saint-Germain, estão apreensivos em relação às decisões que serão tomadas em relação a sua dispensa ou não.

A Associação Europeia de Clubes comunicou suas preocupações à FIFA em uma carta enviada pela AFP. A Associação Europeia de Clubes também levantou preocupações sobre o perigo de jogadores ficarem indisponíveis por períodos ainda mais longos devido ao potencial de restrições de viagens ou quarentena obrigatória que serão introduzidas, em particular devido à ameaça emergente representada pela variante Ómicron do Coronavírus.

Os adeptos e espectadores que comparecerem aos jogos do torneio que iniciam a 7 de Janeiro deverão mostrar prova de vacinação e apresentar um resultado negativo no teste da COVID-19, anunciaram os oficiais na semana passada.

 

PRESIDENTE DA CAF ESPERADO NO MALI

O presidente da Confederação Africana de Futebol (CAF), Patrice Motsepe, escalou, esta terça-feira, Bamako, para uma visita de dois dias ao Mali, sob a PANA junto da Federação Maliana de Futebol (FEMAFOOT).

Durante a sua estada em Bamako, indica a mesma fonte, o presidente da CAF terá sessões de trabalho com a comissão executiva da FEMAFOOT.

Em seguida, fará uma visita de cortesia ao Presidente da Transição do Mali, coronel Assimi Goita; ao Primeiro-ministro Choguel Kokalla Maiga e ao ministro dos Desportos, Mossa Ag Attaher.

Patrice Motsepe também visitará o Estádio 26 de Março, em Bamako, o maior estádio de futebol do país, que está a ser reformado para responder aos padrões da FIFA.

Esta visita do presidente da CAF surge depois da realizada, a 25 de Fevereiro, em Bamako, pelo presidente da Federação Internacional de Futebol (FIFA), Gianni Infantino.

A estadia do primeiro responsável do órgão supremo do futebol mundial ficou marcada, na capital do Mali, pelo lançamento da primeira pedra do Centro Técnico Nacional de Futebol, cuja construção é financiada pela FIFA.

 

SUPERTAÇA AFRICANA JOGA-SE ESTA QUARTA-FEIRA

Os gigantes africanos do Egipto, o Al Ahly, enfrentam os marroquinos do Raja Casablanca esta quarta-feira, 22 de Dezembro, no Estádio Ahmad Bin Ali, em Doha, no Catar, para a 30ª edição da Supertaça africana.

O Al-Ahly chega a esta supertaça 2021 depois de vencer o título da Liga dos Campeões africanos, pela décima vez em Julho passado, para a edição 2020/2021, após derrotar os sul-africanos do Kazier Chiefs, por 3-0, na final disputada em Casablanca, Marrocos.

Já o Raja Casablanca conquistou a Taça das Confederações, ou Taça CAF, ou ainda a Taça Nelson Mandela, pela segunda vez, ao derrotar o JS Kabylie da Argélia, por 2-1, na final de Julho, disputado em Cotonou, Benin.

O Al Ahly detém o recorde de maior número de títulos da Supertaça da CAF, com sete vitórias nas nove finais que disputou, a última delas na última edição de Maio, derrotando o RS Berkane por 2-0, em Doha.

Por seu turno, o Raja aparece pela quarta vez na Supertaça africana, prova que venceu por duas vezes, a última em 2019, quando derrotou o Esperance da Tunísia por 2-1, também em Doha.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos