O País – A verdade como notícia

Preço do “chapa 100″ está quatro Meticais mais caro na cidade de Inhambane

Foto: O País

Depois de na semana passada ter sido aprovada a nova tarifa de transporte de passageiros interdistrital, desta vez foi a Assembleia Municipal de Inhambane aprovar o agravamento da tarifa. O aumento é de quatro Meticais por passageiro e, dependendo das rotas, os valores a pagar vão de 12 até 34 Meticais.

Segundo Rodrigues Gueze, da Associação dos Transportadores Rodoviários na cidade de Inhambane, a proposta da agremiação era de um agravamento de sete Meticais na tarifa de transportes, mas, depois de várias rondas de negociações, o que ficou acordado entre os transportadores e o Governo municipal foi que o agravamento seria de quatro Meticais em grande parte das rotas.

Em outras palavras, significa que quem sai da cidade de Inhambane até à paragem Espada e pagava 10 Meticais, agora terá de desembolsar 14 Meticais.

Quem sai da cidade de Inhambane para o bairro Mahila e pagava 30 Meticais, a partir de segunda-feira, terá de pagar 34 Meticais.

Entretanto, a nova tarifa abre algumas excepções, tal é o caso da rota da cidade de Inhambane até à praia do Tofo ou Barra, em que se pagam 22 Meticais, mas, com o agravamento, o bilhete passará a custar 25 Meticais.

A rota cidade de Inhambane – Guia, que custava 12 Meticais, passará a custar 15 Meticais. Nestas duas rotas, por exemplo, o agravamento é de três Meticais.

Os estudantes também mereceram atenção especial na mesa das negociações e, por isso, quem paga actualmente oito Meticais num troço inferior a 10 km e 10 Meticais, num troço superior a 10 quilómetros, passará a pagar entre 10 e 12 Meticais. Assim, para os estudantes, houve um agravamento de dois Meticais.

Com o novo reajuste, os transportadores dizem que as coisas vão melhorar, mas não como se pretendia.

É que, segundo Rodrigues Gueze, o reajuste acordado entre as partes vai permitir o alívio no pagamento das despesas de operação, o que garante a sustentabilidade do negócio, mas ainda não há rentabilidade.

A nova tarifa aprovada pela Assembleia Municipal de Inhambane entra em vigor no dia 10 de Abril.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos