O País – A verdade como notícia

Preço de construção da ponte Maputo-Catembe deverá aumentar

Os atrasos que se verificam nas obras de construção da ponte Maputo/Catembe poderão forçar o empreiteiro, a empresa chinesa China Road and Bridge Corporation (CRBC), a rever em alta o custo do projecto, alertou o presidente da Empresa de Desenvolvimento de Maputo Sul.

Esta empresa foi criada em 2010 para promover a construção e gestão da ponte Maputo-Catembe e das estradas Maputo-Ponta do Ouro e Bela Vista-Boane, tendo em Dezembro de 2014 recebido a incumbência de promover e construir a estrada circular de Maputo.

O alerta foi apresentado por Silva Magaia no decurso de uma audição na Comissão da Agricultura, Economia e Ambiente da Assembleia da República, o parlamento moçambicano, convocada para apreciar uma carta submetida pelos vendedores de um mercado informal que se recusam a abandonar o local para dar lugar às obras, exigindo o pagamento de compensações avultadas.

Mesmo sem quantificar possíveis custos adicionais, Silva Magaia disse que o valor final da empreitada pode vir a aumentar com a necessidade de manutenção do estaleiro e equipamentos por mais tempo, pelos gastos de consumo de água, energia eléctrica e segurança para lá do prazo inicial.

O custo inicial deste projecto é de 785 milhões de dólares e inclui a ponte sobre a baía de Maputo, 187 quilómetros de estrada entre a cidade de Maputo e a Ponta do Ouro e ainda outros 63 quilómetros que ligam o distrito de Boane e Bela-Vista, a sede distrital de Matutuine, com cinco pontes que atravessam rios e três viadutos.

“Esperava-se que os trabalhos ficassem concluídos em Dezembro mas, face aos atrasos, foi refeito o calendário e ainda não temos certezas do novo prazo, mas sabemos que vamos trabalhar até os primeiros meses de 2018”, garantiu Silva Magaia.

 

 

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos