O País – A verdade como notícia

PR volta a apertar medidas de prevenção contra COVID-19

O Presidente da República decidiu manter todas às medidas do decreto 30/2021 de 26 de Maio sobre às medidas preventivas da COVID-19, entretanto há 10 excepções. Entre às novidades, consta o recuo do horário do recolher obrigatório, que passará a ser das 22 horas às 4 horas.

“O atendimento Público deve ser por pré-marcação, as empresas devem privilegiar o teletrabalho nos locais onde o distanciamento social não for possível, as celebrações religiosas, conferências e reuniões não devem ter mais de 40 pessoas em locais fechados e mais de 80 em locais abertos”, disse Filipe Nyusi.

No rol das novas medidas, também consta a actualização do horário de funcionamento dos restaurantes e serviços de entrega que passarão a funcionar atè às 20 horas. ” Os bottle stores deverão funcionar das 09H-15H e aos domingos deverão manter-se fechados. O funcionamento de teatros, centros culturais e auditórios volta a ser interdito. O uso dos auditórios deve ser devidamente fundamentado ao Ministério da Justiça, Assuntos Constitucionais e Religiosos. Os centros comerciais vão funcionar das 09 horas às 18 horas durante a semana e até às 15 horas durante os feriados. A frequência às praias para lazer, volta a ser interdita”, anunciou Nyusi.

O Chefe de Estado referiu que excepcionalmente poderá ser autorizada a realização de conferências com até 150 pessoas, mediante solicitação de aprovação, junto do Ministério da Justiça, Assuntos Constitucionais e Religiosos.

Às medidas anunciadas hoje, entram em vigor a partir da meia noite do dia 26 de Junho de 2021.

Filipe Nyusi disse ainda que o Governo continua a trabalhar para imunizar 17 milhões de moçambicanos, “embora estejamos a enfrentar a escassez de vacinas no mercado internacional. Por isso a melhor vacina é o respeito pelas medidas de prevenção”, ressalvou.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos