O País – A verdade como notícia

PR inaugura rede eléctrica do posto administrativo de Ntlavene em Gaza

Foto: GPR

O Presidente da República, Filipe Nyusi procedeu, hoje, à inauguração da rede eléctrica do posto administrativo de Ntlavene, no distrito de Mabalane, na província de Gaza. Trata-se de um projecto financiado pelo Governo de Moçambique, num montante de 38 milhões de Meticais, no âmbito do Programa Quinquenal do Governo (PQG), que prevê electrificar todos os postos administrativos até 2024.

Durante a cerimónia de inauguração, o Presidente da República, Filipe Nyusi, disse que a energia eléctrica ocupa o lugar central no contexto dos programas de edificação de infra-estruturas no país, uma vez que tem potencial para acelerar a economia e gerar emprego.

É, por isso, expectativa do Governo que a chegada da corrente eléctrica ao posto administrativo de Ntlavene faça prosperar iniciativas de negócio e empreendedorismo em todas as esferas, gerando mais rendimentos e emprego a toda a população local, particularmente aos jovens.

Por seu turno, Nyusi instou a população a denunciar casos de ligações clandestinas, vandalização e roubo de materiais, que resultem na danificação da capacidade instalada.

“Este movimento revela a previdência do PQG que consiste na promoção do desenvolvimento sustentável e inclusivo, centrada na elevação do bem-estar da população e, em especial, das famílias das zonas rurais”, disse Nyusi.

O Presidente da República assegurou que está para breve o início das actividades para a electrificação dos postos administrativos de Zinhane, no distrito de Chigubo; e Mavodze, em Massingir, sendo expectativa do Governo que a população tire vantagens desta energia.

Nyusi recordou ainda que, em 2021, através de soluções dentro e fora da rede eléctrica, foram electrificados, na província de Gaza, seis postos administrativos, nomeadamente, Messano e Macuane, no distrito de Bilene; Mazucane, no distrito de Chongoene; Changane e Alto Changanine, no distrito de Chibuto; e Ntlavene, no distrito de Mabalane, este último inaugurado hoje.

“É neste quadro que a inauguração da rede eléctrica que hoje testemunhamos representa uma realização num universo de muitas outras em todo o território nacional. A energia ocupa um lugar central, devido ao seu enorme potencial para acelerar a industrialização da economia e criar mais oportunidades de emprego, especialmente para os jovens”, frisou o Presidente da República, enaltecendo o papel de todos os actores envolvidos na construção do empreendimento, reiterando, igualmente, que a ambição do Governo continua a de levar a energia a toda população até 2030, sendo meta para este quinquénio atingir 60% da população contra os actuais 44%, ou seja, 10 milhões de pessoas até 2024, o que pressupõe o aumento de 600 KW.

Na ocasião, desafiou a EDM a massificar as novas ligações para que toda a população tenha energia nas suas residências, ainda que seja de forma progressiva.

“É importante, por outro lado, que todos conheçam o Plano de Electrificação, de modo a que se faça a melhor gestão de expectativas, muitas vezes associada ao suposto atraso de ligação da corrente eléctrica”, referiu o PCA da EDM, Marcelino Gildo Alberto.

O projecto de electrificação da sede de Ntlavene consistiu na construção de 13 km de Rede de Média Tensão a 33 kV, 5 km de Rede de Baixa Tensão e montagem de três postos de transformação de 100 kVA, totalizando 300 kVA de capacidade instalada. Numa primeira fase, estarão ligados à rede eléctrica 250 novos clientes.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos