O País – A verdade como notícia

PR confirma chegada de militares da SADC e do Ruanda para combater o terrorismo

O Presidente da República confirma o apoio da SADC no combate ao terrorismo em Cabo Delgado, mas reitera que a defesa primária do país é dos moçambicanos. Filipe Nyusi sublinhou ainda que o apoio do bloco não impede a ajuda de outros países.

Filipe Nyusi, falava esta sexta-feira, na vila de Mueda, onde teve um encontro com combatentes e visitou posições das Forças de Defesa e Segurança, tendo pedido uma convivência sã com as tropas estrangeiras.

“Já escreveram a carta para as Nações Unidas para dizer que a partir de dia 15 vão ajudar Moçambique. Vão trabalhar connosco, mas não são eles que mandam. Vão se organizar e trabalhar com estes comandantes. O combate aos grupos rebeldes vai ser organizado pelos chefes moçambicanos. Os nossos comandantes vão dividir áreas, para não irem todos para o mesmo sítio. A defesa do país depende de nós”, referiu.

Nyusi  anunciou a chegada de apoio militar do Ruanda.

“Foi a SADC que autorizou que Moçambique pode pedir apoio de outro amigo que esteja disponível. Também pedimos apoio aos nossos amigos de Ruanda. Levamos muito tempo a pensar, a nos organizar e a planificar”, disse.

Nyusi sublinhou que Moçambique nunca se recusou em receber apoio militar de qualquer natureza, sublinhando que era necessário criar as devidas condições.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos