O País – A verdade como notícia

PR aconselha boa convivência entre rivais políticos em Guruè

O Presidente da República, Filipe Nyusi, insta aos membros e simpatizantes de partidos políticos de Guruè, na Zambézia, a pautarem pelo diálogo na solução dos problemas que afligem os residentes daquele município, assim como criar boa convivência para o bem de todos. Para o presidente, a paz e o diálogo são preponderantes para a resolução dos problemas. O pronunciamento foi feito num comício havido na Vila Municipal de Guruè, por ocasião da visita presidencial que efectua à província.

A cidade de Quelimane e o município de Guruè são duas autarquias das seis existentes na província da Zambézia sob gestão do Movimento Democrático de Moçambique (MDM), segundo maior partido da oposição no país. Mas a rivalidade com a Frelimo está longe de ser pacífica.

Aquando da sua intervenção, o presidente do município, Orlando Janeiro, disse sem rodear que a convivência política é ríspida e sem sinais de melhoria, pelo contrário, regista-se uma escalada de tensão manifestada por aquilo que chamou de sinais evidentes de intolerância.
Enquanto discursava, os simpatizantes do partido rival gritavam afirmando que tudo o que dizia não correspondia a verdade e sim um teatro de vitimização política.

A urbe debate-se com sérios problemas no fornecimento de água para os munícipes em franco crescimento, porquanto se os cálculos rondavam os 55 mil habitantes, os dados preliminares do último censo geral havido em Agosto indicam para 155 mil daí a necessidade de melhor tratamento.

O Chefe de Estado reagiu às declarações do edil e afirmou que é no mínimo inconcebível que um indivíduo possa impedir a execução de um programa destinado a garantir o acesso à água para pessoas que tanto precisam.

“Como é que um administrador pode negar a realização de um programa que vai trazer benefícios para a maioria da população?”, questionou o presidente, ressalvando que as rivalidades apenas vão atrasar o desenvolvimento de Guruè.

Nyusi disse que a problemática da água em Guruè é muito mais do que uma mera abertura de um furo, até porque precisa de um sistema completamente novo e capaz de garantir o acesso ao precioso líquido à população que cresceu consideravelmente.

Para o efeito, segundo o presidente, o município de Guruè está na lista das 18 vilas que o governo, em estreita colaboração com os parceiros de cooperação, desenhou um projecto que visa levar o precioso líquido aos residentes.

“Se tudo correr bem, no próximo ano será construído um novo sistema de abastecimento da água”, disse Filipe Nyusi, apontando que o acesso à água constitui uma prioridade do governo.

 

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos